Compartilhe

Dar fundamento! Eis a atitude que se cumpre como critério de responsabilidade, necessário a tudo o que se quer dar sentido, seja na área do ter, do poder ou do prazer.

Faltou fundamento, perdeu o sentido!

Faltou o sentido, negou a existência!

Ora, o fundamento é uma questão vital. Mas, afinal de contas, o que é fundamento?

Fundamento é tudo aquilo que dá base de sustentação; que comporta uma estrutura; que demonstra solidez; que tem firmeza; que oferece garantia; que inspira segurança e que permite longevidade.

Numa construção, fundamento é chamado de alicerce e é constituído, essencialmente, pelos materiais, técnicas, ações e serviços que intervém, diretamente, no lugar onde se pretende realizar qualquer tipo de edificação, no sentido de melhorar as suas condições de fragilidade.

Na vida, fundamento é chamado de busca fundamental e, como é algo dinâmico, é constituído, essencialmente, dos princípios, valores, relacionamentos, vivências, escolhas e decisões que ativam o fluxo da vida: os ideais, os projetos, as metas, os compromissos, a consciência, a liberdade e a vontade.

A fé copia a vida e a vida copia a fé. Não existe separação entre ambas. Uma serve de referência para a outra. Nesse sentido, é possível dizer: tudo o que se refere à vida, se aplica à fé e vice-versa.

Vejamos como nos ensina a Sagrada Escritura:

“Quem não carrega sua cruz e não caminha atrás de mim, não pode ser meu discípulo. De fato, se alguém de vocês quer construir uma torre, será que não vai primeiro sentar-se e calcular os gastos, para ver se tem o suficiente para terminar? Caso contrário, lançará o alicerce e não será capaz de acabar. E todos os que virem isso, começarão a caçoar, dizendo: ‘Esse homem começou a construir e não foi capaz de acabar!’” (Lc 14,27-30).

“Nem todo aquele que me diz: ‘Senhor, Senhor’, entrará no Reino do Céu. Só entrará aquele que põe em prática a vontade do meu Pai, que está no céu” (Mt 7,21-27).

“Quando os fundamentos se corrompem, o que pode o justo fazer?” (Sl 11,3). “Nunca mais tirarão de você uma pedra angular, nem pedra de alicerce, porque você será transformada em ruína eterna – oráculo de Javé.” (Jr 51,26). “Ninguém pode colocar um alicerce diferente daquele que já foi posto: Jesus Cristo” (1Cor 3,11).

“Vocês pertencem ao edifício que tem como alicerce os apóstolos e profetas; e o próprio Jesus Cristo é a pedra principal dessa construção” (Ef 2,20).

“Apesar disso, o sólido alicerce colocado por Deus permanece, marcado pelo selo desta Palavra: ‘o Senhor conhece os que são seus’. E ainda: ‘afaste-se da injustiça todo aquele que pronuncia o nome do Senhor’” (2Tm 2,19).

Bastam essas palavras para não perdermos de vista que, em 2019 é negócio investir em novos fundamentos!

Compartilhe

Deixe uma resposta