Apresentador de TV que minimizou riscos do coronavírus morre por complicações da doença – Confira vídeo
Compartilhe

Morreu, na noite de domingo (10/01), o jornalista Stanley Gusman em decorrência de complicações da Covid-19. Ele era apresentador da TV Alterosa, afiliada do SBT em Minas Gerais. Gusman estava internado com quadro grave do novo coronavírus em uma UTI do hospital Villa da Serra, em Belo Horizonte.

O jornalista testou positivo para a Covid-19 um pouco antes da virada do ano e deu entrada no hospital no dia 4 de janeiro. Ele comandava o programa policial “Alterosa Alerta” há quatro anos.

No dia 18 de dezembro, Gusman chamou a atenção ao rebater a fala de Alexandre Kalil, prefeito de Belo Horizonte, sobre cuidados que a população mineira deveria tomar no período de festas de fim de ano.

Na ocasião, o prefeito alertou os moradores da capital mineira: “”Cuidado para você não matar seu pai, seu amigo, sua mãe, você não passar o último Natal com a sua família”.

Gusman então afirmou publicamente que não concordava com a fala do prefeito. “Eu não concordo com o senhor. Eu vou visitar meu pai, vou visitar minha mãe e não vou matá-los. Acho um desrespeito o senhor falar isso”, declarou o apresentador na ocasião.

Após a confirmação da morte do jornalista, pessoas voltaram a repercutir publicações do jornalista defendendo remédios como a hidroxicloroquina, que não tem eficácia comprovada no combate contra a Covid-19.

Nesta segunda-feira (11/01), após determinação do prefeito, Belo Horizonte iniciou uma fase mais rígida de restrições, na qual apenas o comercial essencial pode funcionar. A medida é exatamente para frear o aumento de casos e mortes pela Covid-19 na cidade.

Fonte: Yahoo

Compartilhe

Deixe uma resposta