• Post category:Polícia
Compartilhe

Thiago Santos da Silva, de 36 anos, perdeu o controle de carro que bateu e derrubou poste em vicinal de acesso à Água do Palmitalzinho; ele foi encaminhado ao Hospital Regional de Assis

 

 

O balconista de farmácia Thiago Santos Silva, de 36 anos, sofreu ferimentos graves na tarde sábado em um acidente no prolongamento da Rua Wady Zugaiar, na saída pelo Jardim Montreal que dá acesso à rodovia Nelson Leopoldino e ao bairro rural da Água do Palmitalzinho. O automóvel que ele dirigia bateu contra um poste de concreto à margem da vicinal PMT-040, que foi quebrado pela violência do impacto. Thiaguinho, como é popularmente conhecido, foi atendido pelo Corpo de Bombeiros e pela unidade do Samu de Palmital, que prestou os primeiros socorros no local e o encaminhou ao Hospital Regional de Assis, onde passou por cirurgia e exames.

Segundo informações policiais, o acidente ocorreu por volta das 16h30, quando Thiaguinho perdeu o controle de seu Gol prata e bateu violentamente contra o poste, que teve a base quebrada e tombou sobre o veículo. A ocorrência foi atendida inicialmente pela Polícia Militar, que acionou o resgate do Corpo de Bombeiros de Cândido Mota para o atendimento do acidentado. O Samu também participou do atendimento de emergência e fez o encaminhamento do balconista ao Núcleo de Atendimento Referenciado (NAR) do Hospital Regional.

A Polícia Civil registrou a ocorrência e deverá apurar as circunstâncias do acidente. Extraoficialmente, testemunhas informaram que o veículo teria derrapado durante uma ultrapassagem na vicinal e, segundo relatos de amigos, Thiaguinho estava participando de uma festa de aniversário na “Chácara do Vardinho” e havia voltado de carona com um amigo para a cidade. Em seguida, pegou seu carro para retornar à comemoração, quando sofreu o acidente.

Segundo familiares, o balconista passou por cirurgia no sábado para corrigir uma fratura exposta na perna esquerda, além fazer vários exames no Hospital Regional. Até a segunda-feira, conforme informações da irmã, Thiaguinho permanecia sedado, em quadro classificado como “estável”, no NAR. Os médicos informaram à família que a sedação seria retirada a partir de ontem, após o fechamento desta edição, possibilitando melhor avaliação.

Compartilhe

Este post tem um comentário

  1. Claudio Pissolito

    Que Deus proteja a vida do rapaz e que ele se recupere totalmente.

Deixe uma resposta