Bando faz arrastão na Casas Bahia de Campinas
Compartilhe

Pelo menos dez pessoas armadas com facas realizaram um arrastão na manhã de ontem, na unidade das Casas Bahia situada na Rua Ernesto Kuhlmann, no Centro, em Campinas. Segundo a Polícia Militar, 39 aparelhos celulares foram roubados.

Os bandidos abordaram os funcionários da loja de departamentos por volta das 9h, quando eles abriam a unidade. Os equipamentos estavam presos a cabos de aço, mas mesmo assim foram arrancados dos mostruários pelos bandidos que, em seguida, fugiram a pé. De acordo com Gilliard Severino de Lima, atendente de 25 anos, que trabalha em um estabelecimento que vende bijuterias, localizado à frente da Casas Bahia, a ação foi rápida. “Os criminosos usavam blusas de frio e estavam encapuzados.

Eles invadiram, pegaram as coisas e saíram em cerca de dez minutos”, disse. Lima informou ainda que os colaboradores da loja foram encurralados para dentro do comércio, se assustaram e gritaram bastante, principalmente uma mulher que estava fumando na entrada, quando tudo aconteceu. Até o fechamento desta edição, ninguém foi preso. Em nota, a Casas Bahia informou que não houve feridos e que a unidade funcionou normalmente após o crime. A rede não confirmou o valor do prejuízo.

Quadrilha

Cinco pessoas foram presas no último dia 4, em Campinas, durante a Operação Off-line, deflagrada pela Polícia Civil. A ação foi realizada para coibir o crime de receptação de celulares. Na oportunidade, sete bancas foram fechadas. As vistorias foram feitas em lojas de vendas de aparelhos usados e camelôs em toda a cidade, em especial na região central, da Aparecidinha e de Viracopos.

Na ocasião, o delegado do Departamento de Polícia Judiciária São Paulo Interior 2 (Deinter-2), José Henrique Ventura, afirmou que, “hoje, o número de aparelhos no mercado de vendas é muito grande e o furto e roubo também aumentaram muito.”

Na área da 1ª Delegacia Seccional, que abrange a região central, Taquaral, Sousas, Barão Geraldo e Vila Georgina, segundo o delegado seccional, José Roberto Daher, foram verificados mais de 350 celulares. Desse total, 31 aparelhos foram apreendidos, sendo que 18 eram produtos de ilícito e 13 não tinham nota fiscal. Duas pessoas foram detidas na região central e uma foi presa em flagrante.

Estatísticas somam 4.365 ocorrências

Em 4 de julho, 29 celulares são furtados ou roubados por dia em Campinas, segundo dados do portal Cidadão.SP, do Governo do Estado de Paulo.

A cidade registrou 4.365 ocorrências entre janeiro e maio de 2019. Foram 1.850 de furtos e 2.515 de roubos de aparelhos.

A maior parte dos registros (933) foi no 1º Distrito Policial (DP), localizado na região central da cidade. Já a menor incidência ocorreu na área do 12º DP, no distrito de Sousas (27). A região do 9º DP, na Vila Aeroporto, ocupa o 2º lugar nas incidências de furtos e roubos de aparelhos, seguido do 7º, em Barão Geraldo, e do 4º, no Taquaral, com 491.

Em igual período de 2018, a cidade registrou 4.286 roubos e furtos de celulares, cerca de 28 por dia. Um aumento real de 1,84% de um ano para o outro – total de 1.778 furtos e 2.508 roubos.

Compartilhe

Deixe uma resposta