Cão ganha novo lar após ser largado com bilhete: ‘tratar com muito amor’
Cachorro foi abandonado em frente a supermercado de Santos (SP) — Foto: Reprodução/ Vivendo em Santos
Compartilhe

Cão foi adotado por auxiliar de enfermagem que viu a história dele nas redes sociais

Um cão foi adotado após ser abandonado com um bilhete deixado pela dona em Santos, no litoral de São Paulo. O cachorro foi amarrado em frente a um mercado no bairro Ponta da Praia na última terça-feira (24), com o bilhete dentro da coleira. A história do cãozinho viralizou nas redes sociais e, ainda no início da tarde, ele conseguiu um novo lar.

Em entrevista ao G1, a cuidadora de cães, Inêz Carla Filgueiras, de 58 anos, conta que encontrou o animal e decidiu ajudá-lo. “As pessoas não saem mais de casa por conta da pandemia. Eu precisei ir ao banco e encontrei com ele. Senti que era minha missão mostrar a história e conseguir uma casa para ele”, declarou. Ela conta que já adotou quatro animais, mas queria ao menos conseguir uma pessoa para adotar o cão.

A cuidadora explica que chegou em frente ao mercado e o gerente contou sobre a história e entregou o bilhete deixado pela dona na coleira do animal. As frases “Minha mãe não pode mais cuidar de mim” e “Tratem com muito amor”, estavam no recado deixado junto com ele. A antiga dona ainda escreveu que ele é dócil, mas que não teria condições de continuar com o cachorro. Na parte de trás, ela escreveu que ele se chamava T.J., e respondia por este nome.

Inêz tirou fotos e enviou para defensores da causa animal, que publicaram em uma página das redes sociais. A publicação viralizou e a história dele mobilizou internautas. “Não deixaria o cão sozinho, tinha que saber que a história teria um desfecho”, explica. Uma hora e meia a auxiliar de enfermagem Francine Dias Oliveira Rosa, de 33 anos, decidiu adotar o animal, e seus parentes foram buscá-lo para levar até sua casa.

“Sigo muitas páginas de proteção animal, mas não tinha um cachorro há nove anos, desde que o meu morreu. Só consegui adotar um gato nesse período. Sempre acompanhei as histórias, mas nunca acreditava que deveria adotar. Desta vez foi diferente, sabia que o T.J. deveria ir para casa”, relata a auxiliar.

Dona deixou nome do cão em bilhete — Foto: Arquivo Pessoal

Dona deixou nome do cão em bilhete — Foto: Arquivo Pessoal

Francine relata que o animal se adaptou e trouxe uma alegria para a casa. “Moro com minha mãe, meus irmãos e meu filho, e todos ficaram empolgados. Ele trouxe uma leveza”, comenta a auxiliar. Ela conta que, no início, ele estava assustado, mas se adaptou bem, atendendo quando chamam o nome dele.

A adaptação com o gato foi boa, assim como com os novos donos. A auxiliar relata que há poucas semanas disse ao filho que sentia vontade de adotar, mas que gostaria de aguardar o animal certo. “Depois de falar isso, chegou o T.J. Foi tudo como tinha que ser” comemora a auxiliar.

FONTE: G1

Compartilhe