Cidade decreta toque de recolher como forma de prevenção ao coronavírus

A prefeitura de Itápolis (SP) adotou, a partir desta segunda-feira (23), mais uma medida rigorosa como forma de enfrentar a pandemia de coronavírus que atinge o país. Três dias após anunciar o controle da entrada e saída de carros de passeio na cidade, um decreto assinado pelo prefeito Edmir Antônio Gonçalves agora impõe um toque de recolher que restringe, com algumas exceções, a circulação de pessoas nas ruas. Até esta segunda-feira, Itápolis não havia registrado casos suspeitos da Covid-19.

Segundo texto da medida, entre as 20h30 e 6h fica “terminantemente proibida” a circulação de pessoas nas ruas, com exceção daquelas que trabalham em áreas como saúde e segurança, ou então em casos de “comprovada necessidade ou urgência”.

A medida prevê até mesmo apreensão de veículos e “condução forçada” de pessoas que descumprirem a medida.

 

Itápolis decreta toque de recolher como forma de prevenção ao coronavírus

O decreto também promove uma série de mudanças no expediente do comércio na cidade, especialmente com a suspensão do atendimento presencial nos estabelecimentos, como bares, para evitar aglomerações. Farmácias, lanchonetes, restaurantes, marmitarias e pizzarias só poderão trabalhar até as 22h, mas em apenas em sistema de entregas.

Outros estabelecimentos têm horário limite de funcionamento limitado até as 20h30. Dentre eles, estão supermercados, açougues, peixarias, quitandas, centros lojas de conveniência e de venda de alimentação para animais, distribuidores de gás, padarias e postos de combustível.

A medida, que tem validade enquanto durar o estado de emergência decretado pelo Ministério da Saúde, também suspende o transporte de pessoas em táxis e mototáxis, sendo permitido apenas o transporte de mercadorias para atendimento do sistema de entrega em domicílio de alimentos.

 

Ibitinga

A prefeitura de Ibitinga (SP) também decretou toque de recolher. A decisão foi publicada na noite de segunda-feira (23) no Diário Oficial Eletrônico do município.

No período entre 22h e 5h59, fica proibida a circulação de pessoas na rua, a não ser em casos emergenciais, como serviços de saúde e manutenção, além do transporte de trabalhadores rurais e produtos de abastecimento.

 

 

Fonte: G1

Compartilhe

Deixe uma resposta