Cidade proíbe consumo de bebida alcoólica em ruas e praças
Compartilhe

O consumo de bebida alcoólica será proibido em ruas e praças de Buri (SP) nos três primeiros dias de 2021. A decisão foi tomada pelo prefeito Omar Yahya Chain (PP) para evitar aglomerações em espaços públicos durante a fase vermelha do Plano São Paulo.

Quem for flagrado consumindo bebida alcoólica em praças e ruas de Buri, entre os dias 1 e 3 de janeiro, estará sujeito a infrações sanitárias e penalidades contidas no artigo 112 da Lei número 10.083. A pena pode variar entre uma advertência, prestação de serviços à comunidade e uma multa de 10 a 10 mil vezes o valor nominal da Unidade Fiscal do Estado de São Paulo (UFESP) vigente.

Prefeito de Buri decreta lei seca durante três dias
Prefeito de Buri decreta lei seca durante três dias

Segundo o prefeito Omar Chain, essa medida de enfrentamento ao novo coronavírus adequa o município ao Plano São Paulo. Durante esses três dias, a cidade terá o reforço de policiais militares de Itapeva. Representantes da Guarda Civil Municipal e do Conselho Tutelar também estarão nas ruas para coibir o consumo de álcool em locais públicos.

“Isso visa a tranquilidade. Houve muitos excessos nessa passagem do feriadão de Natal”, comenta Omar Chain.

Hábito

O presidente da Associação Comercial de Buri, Nei Carvalho, ressalta que essa decisão do prefeito também foi motivada por um costume existente na cidade. “Aqui, as pessoas têm o hábito de comprar bebida alcoólica e se reunir na rua para o consumo. Isso geralmente acontece até em frente dos bares, o que incomoda os comerciantes”, diz.

De acordo com Nei, tanto o decreto estadual quanto o municipal afeta diretamente o comércio de Buri. “Mas eu conversei com comerciantes e eles, de certa forma, entenderam a necessidade de proibir a venda”, completa.

Fonte: G1

Compartilhe

Deixe uma resposta