• Post category:Região
Compartilhe

O Consórcio Intermunicipal do Vale do Paranapanema (Civap) completou 33 anos de fundação no último dia 12 de dezembro. A entidade, originada a partir do Cierga, na década de 1980, realizou comemorações na semana passada e, para referenciar as ações desenvolvidas ao logo dos tempos, produziu uma série de vídeos divulgados em redes sociais, incluindo mensagens enviadas pelos prefeitos dos 34 municípios consorciados, enfatizando a importância do órgão.

O consórcio, que iniciou suas atividades timidamente em 1985, cresceu e transcendeu os limites do Vale Paranapanema, atuando em diversas frentes com projetos em praticamente todas as áreas pertinentes à gestão pública. Com a redução de recursos disponíveis às administrações públicas, a atuação em parceria, com corresponsabilidade e economia, o Civap tem se se tornado cada vez mais necessário ao desenvolvimento da região para oportunizar diversos projetos e ações regionais relacionados principalmente às áreas de meio ambiente, obras e planejamento, agricultura, educação e outras iniciativas de interesse regional.

Atualmente, a entidade conta com a participação de Assis, Bastos, Borá, Cândido Mota, Campos Novos Paulista, Cruzália, Echaporã, Fernão, Florínea, Gália, Ibirarema, Iepê, João Ramalho, Lutécia, Maracaí, Nantes, Ocauçu, Oscar Bressane, Palmital, Paraguaçu Paulista, Pedrinhas Paulista, Paulistânia, Pirapozinho, Platina, Santa Cruz do Rio Pardo, Quatá, Rancharia, Taciba, Duartina, Espírito Santo do Turvo e Tarumã.

Nos últimos anos, o Civap desenvolveu grandes projetos, como o Eco.ValeVerde (recebimento e destinação adequada para resíduos de pneumáticos e eletroeletrônicos e que neste ano passou a receber também pneus inservíveis de maquinários de grande porte), a Escola de Governo (capacitação e qualificação profissional que ofereceu neste ano onze cursos aos agentes públicos da região), e o Proben-RCC (projeto inovador com uma usina móvel de trituração de resíduos da construção civil que atende em sistema de rodízio as prefeituras da região).

Na área da saúde, o Civap é responsável pelo gerenciamento da Rede de Urgência e Emergência, uma das primeiras a ser implantada e a atuar com sucesso em todo o país. Com projetos diversos, o consórcio Civap Saúde faz a gestão do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) Regional Assis e, em parceria com o Governo do Estado de São Paulo, a administração do Serviço de Atendimento Referenciado de Urgência e Emergência (NAR), que funciona nas dependências do Hospital Regional de Assis.

Um dos destaques na atuação são as Licitações Consorciadas para aquisição de bens e serviços. Nesta modalidade, o consórcio gerencia e realiza as chamadas licitações consorciadas, de acordo com as demandas dos municípios para aquisição de medicamentos, material de enfermagem, insumos de diabetes, material odontológico, aquisição de equipamentos, material escolar, transporte de destinação de resíduos sólidos, destinação de resíduos de saúde, massa asfáltica, transporte de UTI Móvel e serviços de manutenção de iluminação pública, que garante mais agilidade, eficiência e economia no processo de compra, mantendo a qualidade dos bens e produtos adquiridos.

Outro trabalho realizado com êxito está na área da Educação, por meio da Câmara Técnica que realiza várias iniciativas, como o Encontro da Rede de Consórcios Intermunicipais de Educação, que já está em sua terceira edição com o financiamento da Fundação Itaú Social. A entidade também desenvolve o Guia de Orientação para o Atendimento Educacional Especializado (AEE) e realiza o Seminário Regional de Educação, sempre abordando temas atuais. Para 2019, o Civap ainda deve ser responsável por um estudo de viabilidade para implantação da Energia Fotovoltaica nas cidades associadas.

O Civap mantém uma equipe administrativa fixa, mas é dirigido por um Conselho de Prefeitos dos Municípios Consorciados, com uma Diretoria Executiva eleita anualmente. O atual presidente é o prefeito de João Ramalho, Wagner Mathias. Em 2019, o comando será exercido pelo prefeito de Maracaí, Eduardo Correa Sotana, eleito em assembleia realizada no dia 7 de dezembro, com a presença do governador Márcio França e de deputados estaduais e federais. Na mesma reunião, foi aprovado o ingresso dos municípios de Narandiba e Sandovalina – em assembleia anterior também havia sido incluindo Agudos.

Compartilhe

Deixe uma resposta