Com 443 casos confirmados, Prefeitura cria serviço para denúncias de focos de dengue em Palmital

A Prefeitura de Palmital está desenvolvendo diversas ações para frear a epidemia de dengue no município. Além de criar uma sala exclusiva para atendimento aos pacientes no Centro de Diagnóstico da Santa Casa, a Secretaria de Saúde está empenhada no combate ao Aedes aegypti, com ações de bloqueio a criadouros e nebulização para eliminação do inseto adulto. Na última sexta-feira (21/02), houve a criação de um serviço virtual e telefônico para que a população possa denunciar focos de reprodução do mosquito transmissor.

 

Novos dados sobre a doença foram divulgados pela Vigilância Epidemiológica na manhã desta quinta-feira e totalizam, desde o dia 1º de janeiro, 1.102 notificações de pessoas que foram atendidas em unidades de saúde com sintomas da doença, com 443 casos confirmados por exames laboratoriais. Outros 165 foram negativos. Ainda há 494 casos suspeitos em investigação na qual os pacientes ainda aguardam a coleta de sangue para exame ou esperam os laudos de sorologia do Instituto Adolf Lutz de Marília.

 

Por meio de acordo com o Ministério Público da Comarca, que está acompanhando as ações do Poder Público para conter a epidemia da doença em Palmital, a Secretaria de Saúde realizou ações específicas durante o Carnaval, incluindo a manutenção da sala de hidratação na Santa Casa para o atendimento às pessoas com sintomas e pacientes com a doença já confirmada. Todos os doentes que estiveram no Pronto-Socorro também foram encaminhados para o local no Centro de Diagnóstico.

 

A Prefeitura também desenvolveu ações preventivas em locais de concentração de público, como no pátio da Fepasa durante o CarnaRua, com a aplicação de repelente nos foliões e distribuição de material informativo sobre o combate à dengue. O sistema de som dos eventos também serviu para divulgar informações sobre a campanha.

 

A Secretaria de Saúde mantém o intenso trabalho de combate ao Aedes aegypti com o bloqueio a criadouros e nebulização. Nesta semana, após as chuvas de terça-feira, ocorre o combate aos focos do mosquito, com visitas a residências e imóveis para a retirada de recipientes e a aplicação de larvicida em locais que acumulem água. O trabalho é realizado pela equipe de Controle de Endemias e pelos agentes das unidades do programa Estratégia Saúde da Família (ESF).

 

Atendendo a outra recomendação do Ministério Público, com o objetivo de torna mais eficiente a erradicação dos criadouros, a Prefeitura criou na semana passada um serviço online onde as pessoas podem obter informações sobre o combate a doença e fazer denúncias de focos do mosquito transmissor. O serviço pode ser acessado no endereço www.palmital.sp.gov.br/dengue/. Pessoas também podem fazer comunicados pelo telefone da Secretaria de Saúde, nos números 3351-2456 e 3351-2457.

Compartilhe

Deixe uma resposta