Coopermota devolve cota-parte do capital a associados de Palmital
Compartilhe

Cooperativa realizou evento para oficializar a devolução de recursos do capital social a associados com mais de 75 anos; Branco Fadel enfatizou a parceria

 

Cooperativismo

 

A Coopermota realizou na manhã de quarta-feira da semana passada uma cerimônia na unidade de negócios de Palmital para oficializar o resgate da cota-parte de associados com mais de 75 anos. A medida é prevista no estatuto da entidade desde a alteração feita há três anos e possibilita que os cooperados solicitem o valor a que têm direito no capital social da cooperativa.

O evento marcou a restituição das cotas-parte a 25 associados que estiveram presentes ou enviaram representantes para receber os cheques entregues por diretores e gestores da instituição. A cerimônia teve a presença do presidente Edson Valmir Fadel, o Branco, acompanhado de diretores e dos gestores João Carlos Bernardo (polo II) e Nílton César de Andrade (unidade de Palmital).

Nilton deu as boas vindas aos cooperados e familiares e destacou a contribuição de todos para com a história de sucesso da Coopermota. João Carlos Bernardo enfatizou a relação de amizade construída ao longo do tempo e lembrou que, mesmo recebendo o valor acumulado, os beneficiados continuam associados e podem fazer a solicitação anual para saque da cota-parte que é apurada no balanço da cooperativa.

Branco Fadel disse que os resultados positivos são fruto do trabalho dos cooperados e da cooperativa, que representa segurança para todos os produtores de Palmital e da região. O presidente lembrou também que, mesmo em momento de dificuldades, a parceria com os agricultores fez com que a Coopermota se tornasse um porto seguro para enfrentar as crises e também ressaltou investimentos feitos na melhoria da infraestrutura e dos serviços das unidades na região.

Branco explicou que os resultados financeiros são oriundos de sobras destinadas a diversas finalidades, inclusive ao capital social individualizado e ao programa “Mais Coopermota”, que oferece diversos benefícios aos produtores. No ano passado, informou o presidente, a Coopermota apurou R$ 13 milhões de capital social. “A gente cresce junto, trabalha e, ao final do exercício, aufere recursos que pertencem aos associados”, finalizou.

Compartilhe

Deixe uma resposta