Dez dicas para assar carne na churrasqueira
Compartilhe

      

  1. Para fazer um grelhado, além de comprar uma boa carne e saber assar, você precisa de um bom carvão. Dê preferência aos de acácia-negra que produzem mais calor.

 

  1. Não coloque a carne na churrasqueira antes de todo o carvão estar em brasa. A queima inicial do carvão libera alcatrão que é altamente tóxico para o nosso organismo.

 

  1. Ao fazer o fogo, é muito importante deixar uma área de fuga, com calor menos intenso, para que se possa grelhar carnes como cordeiro, frango e porco. Isso se consegue concentrando as pedras de carvão apenas em um dos lados da churrasqueira.

 

  1. Procure saber sempre a procedência das carnes que você compra. Prefira as embaladas a vácuo, que tenham o selo de inspeção, e busque marcas confiáveis.

 

  1. Ao sair para comprar carnes, tenha sempre no carro uma bolsa térmica ou uma caixa de isopor pois a oscilação de temperatura é altamente prejudicial à conservação das carnes. Retire as peças da refrigeração somente 30 minutos antes de iniciar o churrasco.

 

  1. Para um bom grelhado de carne bovina, trabalhe com porções menores (400 a 600 gramas), com boa gordura de marmoreio (a gordura que fica entremeada entre as fibras) trabalhando sempre com fogo forte. Se tiver pouco calor, a carne cozinha. 7. Ao cortar uma carne é importante visualizar o sentido em que correm as fibras. O correto sempre é posicionar a faca em um ângulo de 90 graus contra as fibras.

 

  1. Não retire a gordura do corte antes do preparo, pois isso prejudica a aparência, a suculência e o sabor. A gordura pode ser removida depois, no prato.

 

  1. Não salgue as carnes com antecedência, pois irá reduzir a suculência do corte. Use o sal fino ou entrefino com moderação depois que o corte já estiver selado.

 

  1. Tenha sempre em mente que, na grelha, um minuto de fogo a mais ou a menos faz toda a diferença no ponto da carne.

Compartilhe