Edgar Sillos Nogueira é Cidadão Palmitalense
Compartilhe

Prático de farmácia, que atua há mais de 60 anos no ramo em Palmital, foi homenageado em sessão solene na Câmara Municipal

 

Cotidiano JC
Edgard recebeu o título junto a sua família

 

A Câmara Municipal de Palmital realizou sessão solene na noite de terça-feira para a outorga do Título de Cidadão Palmitalense ao prático em farmácia Edgard Sillos Nogueira. Figura muito querida e respeitada pela população, Edgard nasceu em Minas Gerais e chegou a Palmital na década de 1950, onde se consolidou profissionalmente com a Drogaria Coração de Jesus, formou família e conquistou o reconhecimento de várias gerações de palmitalenses. Aos 86 anos de vida e mais de 60 dedicados à área de saúde, foi homenageado por meio de projeto apresentado pela vereadora Ana Elisa Martins Elias da Silva, que foi aprovado por unanimidade em março do ano passado.

A cerimônia, presidida por Francisco de Souza, foi aberta com a apresentação das autoridades, incluindo o prefeito José Roberto Ronqui, a primeira-dama Fátima Ronqui e o padre Otávio Peres. Também estiveram na Câmara o presidente da OAB, João Gil, e o interventor da Santa Casa, José Manoel da Rocha Bernardo para o evento que foi acompanhado por grande publico, incluindo convidados e representantes de entidades.

Edgard estava acompanhado da esposa Maria Aparecida e das filhas Mariângela e Maria Cristina, genros e netos, além de outros familiares. A sessão foi aberta com oração e ato cívico, seguida da leitura do decreto e a biografia do homenageado. Ana Elisa fez a entrega da placa a Edgard, oficializando a outorga da “cidadania palmitalense”. Também foi entregue um ramalhete de flores à esposa do homenageado.

DISCURSOS – A vereadora fez discurso destacando a satisfação em homenagear o prático em farmácia, lembrando sua contribuição para a história e para a cidade, além do perfil de profissional muito competente, dedicado e prestativo, que colecionou muitos amigos a admiradores ao logo das décadas de trabalho em Palmital. Ana Elisa destacou que Edgard sempre aparou aos mais necessitados, sempre atento aos enfermos que estavam sofrendo e por atuar como um “médico de famílias” na Água da Espanholada.

O genro Raul Fragoso disse que Edgard é um homem que alia conhecimento e muita sabedoria de vida, que dedicou a vida a ajudar pessoas. Lembrou que o sogro sempre acolheu e tratou os enfermos, além de ter adquirido grande conhecimento e colecionado muitas histórias devido à memória privilegiada. 

O vereador Miguel Monteiro contou que toda sua família já esteve sob cuidados de Edgard, que ajudou muitas pessoas e contribuiu para alavancar a cidade. O vereador Rodolfo Mansoleli destacou a amizade com a família de Edgar, figura humilde e digna que sempre ajudou aos próximos. Ronqui falou sobre a importância do homenageado e disse que Palmital reconheceu mais um filho com relevantes serviços prestados ao município. O prefeito lembrou que o prático em farmácia era muito requisitado no passado, quando a cidade tinha poucos médicos e ele salvava vidas por sua dedicação ao trabalho e pelo grande conhecimento.

Francisco de Souza lembrou o histórico de vida de Edgar, de muita competência e relevantes serviços prestados por mais de seis décadas, sempre com perfil altruísta, pois é dotado de grande inteligência para transferir conhecimentos a várias gerações. O homenageado foi o último a falar para agradecer ao título outorgado, destacando que sempre buscou trabalhar com humildade e prestatividade. Enfatizou que aprendeu seu ofício com o avô e o pai, sempre buscando ser útil ao próximo com honra, dignidade, carinho e amor. Ao final, ele agradeceu o reconhecimento e se disse feliz em compartilhar a homenagem com todos os que fizeram parte de sua vida.

 

HISTÓRIA DE VIDA LONGA E RICA

Edgard Sillos Nogueira nasceu em São Sebastião do Paraíso (MG), em 21 de março de 1933 e chegou a Palmital em meados do século passado. Em 1953, começou a trabalhar no ramo de farmácia. Em 1958 fundou um estabelecimento na Água da Espanholada. Se casou com Maria Aparecida Maranho Nogueira, com quem teve os filhos Eduardo (falecido), Lurdinha (falecida), Mariângela e Maria Cristina. Em 1965, transferiu seus negócios para a cidade e passou a administrar a Drogaria Coração de Jesus, que é mantida em atividade pela família até os dias atuais.

Compartilhe

Deixe uma resposta