Compartilhe

A vítima, um homem de 38 anos, foi esfaqueada por seu irmão, de 54 anos, durante uma briga, não resistiu e veio a óbito logo em seguida.  

A vítima, um homem de 38 anos, foi esfaqueada por seu irmão, de 54 anos, durante uma briga, não resistiu e veio a óbito logo em seguida

Uma briga entre irmãos resultou na morte de Edvaldo Arthur do Nascimento, de 39 anos, em uma residência no bairro Barra Funda, em Paraguaçu Paulista. 

De acordo com os dados do boletim de ocorrência, Edvaldo entrou na casa do irmão mais velho, de 54 anos, pediu dinheiro para comprar drogas e com a negativa do irmão teve início uma discussão. 

A ocorrência teve início por volta das 23h50 quando os policiais militares foram acionados via COPOM para atender ocorrência de brigas entre irmãos, em que um dos irmãos havia esfaqueado o outro. Chegando ao local, os policiais encontraram o indiciado na calçada e a faca jogada no chão. 

Foi acionado socorro urgente pelos policiais, porém o médico do SAMU atestou o óbito da vítima. 

Perguntado sobre o que havia ocorrido, o indiciado disse que o irmão costumava agredi-lo, e que essa agressão desencadeou em uma briga, ocorrendo então o homicídio com o uso de faca. O indiciado alega ainda que as facadas foram para se defender.  

Em seu interrogatório, o autor alega que as agressões do irmão eram constantes. Que a vítima sempre furtava suas comidas, ferramentas e já havia inclusive estourado o cadeado de sua residência para furtar objetos em sua casa. Que a vítima sempre pedia dinheiro para comprar drogas, e que também furtava coisas da sua mãe.  

Antes do ocorrido, o autor das facadas alegou que estava dormindo e seu irmão mais novo entrou em sua casa querendo dinheiro para comprar crack. Como se negou a dar o dinheiro, a vítima começou a agredi-lo, quando pegou a faca para se defender, e acabou cometendo o homicídio. O indiciado alegou que dormiu várias vezes sentado, atrás da porta do banheiro porque tinha medo que o irmão invadisse sua casa para mata-lo. 

A mãe do indiciado teria testemunhado o início da briga, porém não acompanhou o seu desfecho. Segundo o apurado, é uma senhora idosa e foi levada do local dos fatos pois estava com o psicológico bastante abalado, por essas razões não foi apresentada pela polícia militar. 

O indiciado foi preso em flagrante por homicídio e está à disposição da Justiça. 

Fonte: i7 Notícias

Compartilhe

Deixe um comentário