• Post category:Uncategorized
Em vídeo comovente, menina beija coração desenhado na mão para diminuir saudade da mãe na escola
Compartilhe

A atitude de uma menina de apenas 3 anos beijando um coração desenhado na mão como um gesto para passar a saudade de mãe enquanto está na escola viralizou nas redes sociais. Um vídeo postado pela mãe da criança alcançou mais de 700 mil visualizações e mais de 19 mil compartilhamentos.

 

Ao G1, a moradora de Bauru (SP) Marry Scarabello contou que para evitar que a filha chorasse toda vez que a deixasse na escola, decidiu criar o ‘coração da saudade’. Segundo Mary, ela contou para a filha que quando uma sentir falta da outra, bastasse beijar o ‘coração da saudade’ e elas estariam conectadas.

 

“A hora de ir à escola era sempre um escândalo. Criei essa tática e expliquei a ela que, sempre que sentir falta da mamãe, bastasse beijar o coraçãozinho e eu ia sentir onde estivesse”, explica Marry.

 

Foi então que surgiu a cena que viralizou. A mãe deixou a pequena Maria Liz Scarabello e esperou um pouco até ir embora, quando flagrou a filha beijando o coração.

Geplaatst door Marry Scarabello op Donderdag 20 februari 2020

“Neste dia do vídeo, a deixei e fiquei espiando de longe. Quando vi ela beijando a mãozinha, com olhar aflito, me derramei em lágrimas e a levei embora pra casa. Meu coração não aguentou”, conta.

 

Marry afirma que, ao chegar da escola, Maria Liz sempre pergunta sobre o coração e a tática deu certo. “Desde que criamos essa tática, ela sempre pede que eu desenhe na mão dela. Só esqueceu uma vez de pedir. Evito lembrar ela, pois quero que se adapte sem precisar do coração, vai depender da necessidade dela. Mas ela sempre pergunta ‘você sentiu o beijo mamãe?”, conta.

 

Marry também conta que resolveu compartilhar a imagem nas redes sociais para falar mais sobre a tática. “Há bastante tempo eu vi na internet uma mãe na Austrália que tentou fazer esse ato. Aí decidi fazer e reproduzi com a Maria Liz, mas compartilhei a reação dela, mostrando que deu certo. A ideia é ajudar outras mães nesta fase de adaptação escolar”

 

Ela ainda afirma que a filha já está se adaptando melhor. “Mesmo após a pausa de carnaval, Maria Liz voltou às aulas sem grande problemas. Ela não chora mais na chegada da escola , vai super bem e faz as atividades junto com a turminha. Só fortaleceu nossa relação entre mãe e filha”, comenta.

Fonte: G1

Compartilhe