Esgoto caro

A cidade de Palmital sempre foi exemplo em coleta e tratamento de esgoto, pois as redes de captação começaram a ser implantadas nos anos de 1950 e uma moderna Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) foi construída nos anos de 1960 pelo então prefeito Dr. Waldir Faro, cuja formação era de médico sanitarista. Com o conhecimento acadêmico da importância do saneamento para a saúde pública, foi escolhido o sistema Imhoff, cuja característica é tratar os dejetos em etapas por centrifugação, decantação, biológico e de polimento, funcionando quase como um biodigestor sem produzir o gás, mas apenas a lama que se transforma em fertilizante orgânico.

Como dito e repetido por antigos funcionários da Prefeitura, o sistema de tratamento de esgoto de Palmital era tão moderno que chamou a atenção de vários prefeitos da região, incluindo os de grandes cidades, como Presidente Prudente, que teria adotado sistema semelhante para tratar o esgoto urbano com inspiração no investimento feito na pequena Palmital. Entretanto, a primeira Estação de Esgoto da cidade foi dimensionada para atender população de 5 mil habitantes, época em que a zona urbana abrigava pouco mais de 3 mil moradores, pois a maioria vivia na zona rural.

 

Leia o texto completo na versão impressa do JORNAL DA COMARCA.

Compartilhe

Deixe uma resposta