Genro mata a sogra, com quem tinha caso
Compartilhe

A polícia civil de Sarandi esclareceu, nas últimas horas, a morte da costureira Isabel Pereira dos Santos de 46 anos.

A mulher foi morta pelo genro, que se encontra foragido.

Isabel foi encontrada caída no banheiro de seu apartamento, situado em um condomínio localizado na Avenida Octávio Colli, Conjunto Floresta.

Companheiros de trabalho da mulher estranharam seu desaparecimento, no dia 04 deste mês, e comunicaram às autoridades policiais. Uma equipe da PM compareceu no apartamento da costureira e a encontrou morta.

Ao lado do corpo havia manchas de sangue.

Um detalhe que intrigou o delegado é que a vítima não fumava e no apartamento foram encontradas diversas bitucas de cigarro.

Os investigadores solicitaram junto a síndica do condomínio, as imagens das câmeras de segurança. E, para a surpresa dos policiais e do delegado responsável pelas investigações, o genro da vítima foi visto entrando e saindo do condomínio.

Felipe Augusto da Silva de 25 anos, é casado com a filha da costureira, e estaria mantendo um relacionamento extraconjugal com a sogra.

A costureira foi vítima de esganadura. O principal suspeito se encontra foragido. Contra ele há um mandado de prisão temporária por 30 dias.

No decorrer das investigações, diversas testemunhas foram ouvidas pelo delegado Adriano Garcia. Uma delas confidenciou que o genro comentou que havia cometido uma besteira.

A princípio, a motivação seria passional. Felipe conta com antecedentes criminais. O rapaz fuma e inclusive nas imagens das câmeras de segurança do condomínio, ele foi flagrado segurando um cigarro em uma das mãos.

Para a polícia civil, as bitucas de cigarros encontradas no imóvel da vítima foram deixadas pelo genro assassino.

 

Via: TopBuzz

Compartilhe

Deixe uma resposta