Governo volta atrás e deve manter o Projeto Guri
Compartilhe

 

Após a notícia do fechamento do polo de Palmital do projeto Guri e em todo o Estado, que causou comoção de pais e educadores na sexta-feira, houve intensa mobilização pela manutenção do trabalho de formação musical de crianças e adolescentes.

A medida, justificada pelo corte de despesas no setor da cultura, também afetaria diversas cidades que teriam  suas unidades fechadas no Estado de São Paulo.

Diante da repercussão, o governo decidiu voltar atrás e deverá manter os recursos para a continuidade do projeto.

A notícia, que ainda deve ser confirmada pelo governo de João Doria, foi antecipada durante o horário de almoço desta segunda-feira (01/04) no noticiário SPTV, da Rede Globo, apresentado na capital paulista pelo jornalista César Tralli.

O repórter Felipe Guedes fez participação ao vivo de uma das unidades do Guri e informou que o governo voltou atrás da decisão de contingenciar os recursos da Associação Amigos do Guri, o que ocasionaria o fechamento de unidades em todo o Estado.

Na semana passada, quando do anúncio do fechamento de unidades no interior e litoral paulista, o secretário Sérgio de Sá Leitão disse que o fechamento se devia ao corte de R$ 150 milhões do orçamento da Secretaria Estadual de Cultura.

Já nesta segunda-feira, o governo disse, em primeira mão à Rede Globo, que nenhum aluno ficará sem aula, mas que haverá ajustes para tornar o projeto mais eficiente.

Os detalhes serão apresentados em uma entrevista coletiva prevista para as 14 horas desta segunda-feira.

 

CONFIRA O VÍDEO DA REPORTAGEM DO SPTV

 

Compartilhe

Deixe uma resposta