Homem acusado atacar ex-esposa com dez facadas tenta se entregar, mas delegacia está fechada
Compartilhe

Na manhã de sexta-feira (27/09), Valdeci da Silva Sousa, que tentou matar a ex-esposa Ana Menezes com 10 facadas, acompanhado do advogado Marcos Vinícius Lima, foi à Delegacia Especializada da Mulher de Cruzeiro do Sul (AC), para ser ouvido pela polícia ou mesmo se entregar para o cumprimento da prisão preventiva decretada pela Justiça. Mas, por causa do feriado municipal da Marcha para Jesus, a DEAM estava fechada, com cadeado no portão.

 

O advogado cita que na quarta-feira (25/09), levou o cliente na delegacia, mas não foram atendidos por causa da paralisação dos policiais. Voltou na quinta-feira (26/09) e, de novo, não conseguiu que seu cliente fosse ouvido. O delegado Alexnaldo pediu que voltassem às 14 horas da tarde, mas como tinha compromisso, o advogado não levou o cliente a tarde. “Meu cliente quer responder pelo que fez e vou pedir que ele o faça em liberdade”.

 

Valdecir conta que está arrependido de ter esfaqueado Ana Menezes, com que tem um filho. “Me arrependi, mas é tarde”. O titular da DEAM, Alexnaldo Batista, contesta a versão do advogado e de Valdecir. O delegado conta que na primeira vez em que foi à delegacia, o advogado não levou o cliente.

 

Ainda segundo Alexnaldo, na quinta-feira, às 14 horas, os dois deveriam voltar a DEAM, o que não aconteceu. “Ele pode se entregar em qualquer delegacia, ao Ministério Público ou ao judiciário. Ele tentou matar a mulher com dez facadas e agora quer ser a vítima? Isso não é certo”, relata a autoridade policial.

Fonte: AC24Horas

Compartilhe

Deixe uma resposta