Homem de 31 anos e assassinado a tiros pelo próprio irmão em Marília
Compartilhe

Os ânimos realmente estão exaltados neste período de pandemia e mais uma vez, destacamos o aumento na violência em um âmbito geral. Direto do plantão policial nos chegou a informação de mais um homicídio e desta feita motivado por uma discussão familiar, onde um irmão acabou cravando dois tiros no próprio irmão e fugindo na sequência.

 

Aparece como vítima, o desempregado Fabiano da Silva, de 31 anos, que residia na Vila Real, na Zona Sul de Marília. Segundo o histórico do boletim de ocorrência, ele foi morto a tiros no início da madrugada de terça-feira (04/08), pelo próprio irmão, Rodrigo Cândido da Silva, de 23 anos.

 

O HISTÓRICO DA OCORRÊNCIA

Segundo declarações do pai dos rapazes, o jovem Rodrigo, que reside no Jardim Califórnia, na Zona Oeste da cidade, compareceu em sua casa, na Rua Pedro Licati, na Vila Real, Zona Sul de Marília, por volta da 1h da madrugada, para pegar sua esposa e filha para levar embora.

 

Ocorre que, neste exato momento, começou uma discussão entre os irmãos e Fabiano sacando de uma faca tipo camping ameaçou matar Rodrigo, sendo que, este último sacou de um revólver e disparou um tiro na altura do olho do irmão, que caiu. Não satisfeito, na sequência Rodrigo ainda efetuou mais um disparo no abdômen do irmão e foi embora.

 

A policia foi acionada por volta das 0H40, como tentativa de homicídio, no entanto ao chegar ao local deparou com a realidade dos fatos. O pai acionou o SAMU, que socorreu a vítima até o Hospital das Clínicas de Marília, onde veio a óbito.

 

Na residência, os policiais militares que atenderam a ocorrência encontraram uma pochete com pinos de crack e cocaína. Caso registrado na CPJ ( Central de Policia Judiciária ). O autor dos disparos ainda não foi encontrado e nem a arma utilizada no crime.

 

Peritos e investigadores estiveram no local e o caso passa agora a ser investigado pela DIG (Delegacia de Investigações Gerais) que já realizam investigações objetivando localizar o criminoso.

Fonte: Jornal do Ônibus de Marília

Compartilhe

Deixe uma resposta