Jovem é assassinado a facadas no São José
Compartilhe

 

O soldador Victor Gabriel Rodrigues Miranda, de 21 anos, foi morto na madrugada deste domingo (10/02) durante briga ocorrida em um bar no bairro São José. O jovem foi atingido por quatro facadas e morreu no local. O autor do homicídio, um homem de 42, foi identificado e fugiu depois do crime, não sendo localizado até o momento. Durante o atendimento da ocorrência, policiais militares foram vítimas de tentativa de homicídio por um homem que se dizia “irmão” da vítima e atirou contra a viatura quando tentava entrar no local do assassinato para ver o corpo.

 

De acordo com registros de ocorrência, os policiais militares foram acionados ao local por volta das 2 horas até o bar localizado na rua Pedro Elias e encontraram o soldador caído no chão e todo ensanguentado. Posteriormente, a equipe do Samu chegou e constatou o óbito. As circunstâncias do crime deverão ser esclarecidas no inquérito do caso. No local, conforme apurado preliminarmente, Victor e o assassino estavam bebendo e teriam iniciado uma discussão. Posteriormente, teriam saído para a rua, onde brigaram e o acusado praticou o crime com as facadas.

 

O proprietário do bar informou aos policiais que apenas teria visto Victor entrando ensanguentado e caindo no chão, enquanto o autor fugia com a faca usada no crime. De acordo com informações de policiais que atenderam à ocorrência, o soldador levou quatro facadas, que atingiram o tórax, abdômen, braço esquerdo e costas. Os pms fecharam o local para preservar a cena do crime para os trabalhos de Polícia Civil.

 

Um rapaz de 27 anos, que é conhecido nos meios policiais pela prática de crimes e que estava incitando as pessoas contra a PM, usou uma pistola para atirar contra os policiais. Porém, o disparo atingiu o capô da viatura. O acusado, que foi preso por tentativa de homicídio contra os pms, também usou seu carro para abalroar a viatura da PM que estava parada em frente ao bar. O acusado teria dito que queira “cobrar a bronca” de quem matou seu “irmão de consideração”. A pistola que ele usou contra os policiais não foi localizada.

Policiais solicitaram apoio de outras unidades para dispersar cerca de 50 pessoas que se aglomeraram e tentavam invadir o bar. A Polícia Científica realizou a perícia no local e liberou o corpo de Victor, que foi encaminhado ao IML de Assis. A ocorrência foi apresentada na Central de Polícia Judiciária de Assis, onde o autor do disparo contra os policias foi autuado em flagrante. Os trabalhos foram comandados pelo delegado Marcelo Armstrong Nunes, que determinou diligências até Palmital na tentativa de localizar o autor do crime. Mas ele não foi localizado e está foragido.

 

A Polícia Militar deverá realizar sindicância para apurar a tentativa de homicídio contra os policiais e os danos causados à viatura, que foi retirada de circulação para os trabalhos de apuração do caso. O veículo, um GM Spin, é o mais novo do Pelotão de Palmital e havia sido entregue pelo comando do CPI-8 no final do ano passado. O corpo de Victor foi liberado para velório na Funerária Santa Terezinha e deverá ser sepultado às 17 horas no Cemitério Municipal de Palmital.

 

 

Compartilhe

Deixe uma resposta