Jovem é estrangulada pelo namorado
Compartilhe

polícia jornal da comarca

 

A balconista Thaís de Andrade, de 29 anos, morreu após ser estrangulada pelo namorado Anderson Dornelos Urich, de 25, na madrugada de terça-feira (5 de março), em Borborema. Segundo a polícia, o crime aconteceu após uma briga quando eles voltavam de uma festa de carnaval. O crime aconteceu na casa do casal no Jardim Ouro Verde.

Familiares disseram que eles saíram no carnaval de rua e levaram a filha da balconista, de 14 anos, para casa da avó, mas quando chegaram em casa começaram a discutir e ele a estrangulou. Ainda de acordo com a Polícia Militar, Anderson fugiu a pé logo após estrangular a vítima e ligou para seu pai. A polícia foi acionada e precisou remover telhas para conseguir entrar na casa. A vítima foi encontrada caída no chão com marcas no pescoço.

Anderson se entregou após conversar com a polícia. Segundo a polícia, ele acreditava que a namorada estava apenas desmaiada. “Ele estava na saída da cidade. Um policial ligou e o convenceu a se entregar. Não dissemos que ela tinha falecido. Na delegacia foi comunicado que ela estava morta”, explica o sargento da Polícia Militar, Antenor Batista Junior. Segundo o delegado Daniel do Prado Gonçalves, que realizou o flagrante de feminicídio na Delegacia da Ibitinga, o rapaz confessou que esganou e deu um soco na vítima.

 

polícia jornal da comarca

 

De acordo com a Polícia Civil, na residência do casal ainda foram encontrados alguns gramas de cocaína. Anderson foi levado para o pronto-socorro para fazer exames para avaliar se ele estava alcoolizado ou sob efeito de drogas. Familiares disseram que o casal estava junto há aproximadamente cinco anos e vivia um relacionamento turbulento, tendo vários episódios de separação. Thaís foi sepultada na manhã de quarta-feira no Cemitério Municipal de Borborema. Anderson teve a prisão preventiva decretada pela Justiça e foi levado ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Taiúva.

Compartilhe

Deixe uma resposta