Jovem que fez “perna caseira” com R$ 40 ganha prótese após vídeo viralizar
Compartilhe

Um jovem do Pará viajou mais de 2,5 mil quilômetros até o interior de São Paulo para receber uma prótese da perna esquerda de presente. Um empresário de Sorocaba (SP) se comoveu com a história de Marcos de Oliveira Moraes, de 23 anos, depois de ver um vídeo na internet em que ele conta que fez uma “perna caseira”. Nas imagens, o rapaz explica que usou cano de PVC e banco de bicicleta e gastou R$ 40.

 

Marcos, que sofreu um acidente de moto em abril de 2018 e precisou amputar a perna esquerda, foi até a loja, no interior de São Paulo, para tirar as medidas para a produção da prótese. O jovem, que era estudante de gestão ambiental, conta que chegou a comprar uma prótese no valor de R$ 5 mil em Boa Vista (RO). Mas o molde deu problema e a empresa se recusou a prestar assistência, segundo ele. Marcos diz que viu quando a prótese foi feita e aproveitou a “memória” para construir seu próprio modelo com materiais reutilizáveis.

CAIU NA REDE

O vídeo feito por uma amiga em que mostra ele contando sobre a prótese foi parar nas redes sociais e viralizou em poucos dias. Em apenas uma das postagens feita em uma página do Facebook, o vídeo tinha mais de 100 mil visualizações até o início da tarde de terça-feira (03/12).

 

Nas imagens, o jovem mostra o trabalho feito e explica o material que usou para a produção da peça. Depois, ele veste a prótese e caminha com ela para mostrar como funciona. “Me surpreendi com a repercussão. Uma amiga postou o vídeo, eu nem sabia. Estou usando essa prótese caseira há três semanas e fiquei surpreso quando me chamaram para vir até Sorocaba”, diz Marcos na loja.

De acordo com o empresário Nelson Nolé, o jovem precisou ir até Sorocaba para fazer o molde. Nos próximos dias, Marcos vai receber a prótese e passar por um período de adaptação. O responsável pela empresa reforçou que, mesmo com a distância, vai prestar toda assistência necessária para que o Marcos tenha uma boa qualidade de vida com a prótese.

Fonte: G1

Compartilhe

Deixe uma resposta