Ladrão troca tiros com PM após roubo de caminhonete em Ibirarema

Um assaltante trocou tiros com a Polícia Militar após o roubo de uma caminhonete em Ibirarema na noite de sexta-feira (10/01). O criminoso, que foi identificado e tem contra si mandado de prisão expedido pela Justiça por delito anterior, utilizou uma pistola para subtrair a Fiat Toro pertencente a um comerciante e foi localizado quando estava em um posto de combustíveis às margens da Raposo Tavares. O acusado foi perseguido por policiais, quando ocorreu o tiroteio, e conseguiu fugir.

 

Segundo registros policiais, o roubo ocorreu por volta da 22h30 na rua Siqueira Rezende, no centro de Ibirarema. O comerciante de 54 anos, residente em Barueri, disse que estava na cidade visitando familiares e que parou no local do crime, acompanhado da esposa, para conversar com uma prima. O assaltante chegou com o rosto encoberto por uma camiseta e usou uma pistola para ameaça-los.

 

O ladrão mandou que o casal descesse, tomou a direção do veículo e fugiu com a caminhonete. Uma equipe policial que fazia o patrulhamento na região recebeu informação do roubo e partiu para o apoio à ocorrência em Ibirarema. Os policiais, que estavam em Cândido Mota, seguiram pela rodovia Raposo Tavares e avistaram o veículo no pátio de um posto de combustíveis no quilômetro 408, nas proximidades da divisa com Palmital.

O motorista da caminhonete, que estava acompanhado de um comparsa, arrancou em alta velocidade e fugiu por uma plantação de soja e depois por um canavial, onde parou. Os dois desceram e um deles efetuou um disparo de arma de fogo em direção aos pms, que revidaram com quatro tiros. Os criminosos conseguiram fugir em meio à plantação de cana e não foram localizados.

 

Os policiais encontraram uma pistola Taurus, calibre 380, no assoalho da caminhonete. A arma, que apresentou problema ao “travar” uma cápsula no ferrolho, tinha dez munições intactas. Um dos ladrões também deixou seu celular, possibilitando a identificação. O acusado, que é morador de Ibirarema, tem passagem anterior por roubo.

 

Uma camisa deixada no veículo também foi reconhecida pela vítima do assalto. Durante o registro da ocorrência na Polícia Civil, houve a constatação de que o acusado identificado era procurado pela Justiça pelo crime de roubo. Depois dos registros policiais, o veículo foi periciado e devolvido ao proprietário.

Compartilhe

Deixe uma resposta