“A principal e mais sensata medida deve ser a instalação de uma Companhia PM na cidade…”

 

Há mais de uma década que é defendido neste espaço de opinião o aumento do efetivo policial de Palmital para fazer frente ao número elevado de ocorrências graves que são registradas e também facilitar o apoio às cidades vizinhas. A principal e mais sensata medida deve ser a instalação de uma Companhia PM na cidade, pois além de reunir mais policiais sob o comando de oficiais, também dispõe dos recursos necessários, como armas e viaturas. A medida serviria para corrigir a distorção absurda da concentração policial no entorno de Assis, onde já existe o Batalhão que detém o comando do policiamento militar na região.

Para mais uma vez comprovar a falta de planejamento estratégico, ou de observação da melhor distribuição geográfica do efetivo, basta citar que Assis possui o Batalhão, Companhia, Pelotões e Grupamentos, enquanto as outras duas Companhias estão em Paraguaçu Paulista, que de fato necessita, e em Cândido Mota, a menos de 5 quilômetros do Batalhão. Como o Comando abrange cidades da Comarca de Palmital, como Ibirarema e Campos Novos Paulista, o deslocamento de Assis ou de Cândido Mota chega perto de 100 quilômetros para algumas regiões, o que dificulta o atendimento mais eficiente devido à demora.

O comandante do Batalhão de Cândido Mota já chegou a se manifestar sobre o assunto em determinada época e concordou com a necessidade de se criar uma Companhia PM em Palmital ou até mesmo dividir a Companhia entre as duas cidades, o que seria o princípio de uma solução bastante simples. Outra consideração que se deve fazer é que a sede da PM de Palmital possui excelente estrutura e poderia perfeitamente receber a Companhia no endereço atual, no bairro São José, e deslocar o Pelotão para o centro da cidade. Recursos materiais para a mudança existem, assim como as instalações.

Assim como o apoio policial às ocorrências mais graves e inesperadas é demorado, também o combate a incêndios fica comprometido pelo mesmo motivo, de concentração de bombeiros entre Assis e Cândido Mota. Não raramente, quando o reforço policial chega a Palmital, Ibirarema ou a Campos Novos, a ocorrência já terminou ou não se tem o que fazer. O mesmo ocorre com o trabalho dos Bombeiros, que de forma recorrente se deslocam a Palmital e encontram a situação controlado por carros pipas da Prefeitura e de usinas de açúcar e álcool. Lembrando que as prefeituras e particulares não tem responsabilidade pela segurança pública.

Compartilhe

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Não Permitido Cópia