Moradores de Chavantes são contra sepultamento de assassino no cemitério em que está Emanuelle
Compartilhe

Após divulgação do suicídio de Agnaldo Assunção, no CDP de Cerqueira César, durante a manhã desta quarta-feira, relatos verificados em redes sociais e até conversas de moradores de Chavantes pedem para que o assassino não seja enterrado no Cemitério do Distrito de Irapé, o mesmo onde foi sepultada sua vítima, a menina Emanuelle Pestana de Castro, de 8 anos.

A família de Agnaldo, que não tem condições financeiras para o funeral, está recebendo ajuda da Secretaria de Assistência Social de Chavantes. De informações preliminares, devido à repercussão do crime, não estava previsto velório, sendo realizado apenas o sepultamento.

 

Na tarde desde quarta-feira, diversas pessoas foram até a frente do Cemitério de Irapé para lembrar o bárbaro crime e protestar contra o possível sepultamento do corpo de Agnaldo no local. Alguns diziam que não permitiriam o funeral no local.

 

Informações extraoficiais obtidas pela equipe da TV SAN, de pessoas que teriam conversado com um a família ao assassino, dão conta de que Agnaldo seria sepultado em Cerqueira César, onde estava preso desde a segunda-feira.

 

Com informações da TV SAN HD

 

 

 

Compartilhe

Este post tem um comentário

  1. Anônimo

    Esse mostro não e suspeito ele confessou que matou a menina 😠

Deixe uma resposta