Motorista bate na traseira de caminhão ao tentar fugir de abordagem policial na Rodovia Raposo Tavares
Compartilhe

Um homem ficou gravemente ferido em decorrência de um acidente de trânsito na tarde desta sexta-feira (25), na Rodovia Raposo Tavares (SP-270), em Presidente Epitácio (SP).

Ele era o condutor de uma caminhonete que bateu na traseira de um caminhão na frente da Base Operacional da Polícia Militar Rodoviária.

Segundo as informações preliminares, o motorista que dirigia a caminhonete transportava uma carga de cigarros contrabandeados do Paraguai e tentava fugir de uma abordagem da Polícia Rodoviária Federal desde Bataguassu (MS), quando passava pela BR-267.

Ele atravessou a ponte sobre o Rio Paraná, que faz a divisa entre os estados de São Paulo e de Mato Grosso do Sul, e adentrou em Presidente Epitácio pela Rodovia Raposo Tavares.

Quando chegou em frente à Base Operacional da Polícia Militar Rodoviária, o motorista não conseguiu evitar a colisão traseira com o caminhão que seguia à sua frente. No local, o condutor do caminhão reduziu a velocidade com que trafegava pela rodovia em razão da presença da Base Operacional, na altura do km 648 da SP-270.

O motorista da caminhonete ficou preso nas ferragens. Depois da batida, o motorista foi retirado das ferragens pelo Corpo de Bombeiros e encaminhado, em estado grave, ao Pronto-socorro de Presidente Epitácio para receber atendimento médico.

O condutor do caminhão não ficou ferido. A Polícia Militar Rodoviária constatou que a caminhonete envolvida no acidente havia sido roubada no Estado do Paraná e que para escapar de uma possível fiscalização utilizava placas de outro veículo semelhante.

A ocorrência segue em atendimento no local.

Caminhonete transportava cigarros contrabandeados do Paraguai — Foto: Osvaldo Bento

Caminhonete transportava cigarros contrabandeados do Paraguai — Foto: Osvaldo Bento

Caminhonete transportava cigarros contrabandeados do Paraguai — Foto: Osvaldo Bento

Caminhonete transportava cigarros contrabandeados do Paraguai — Foto: Osvaldo Bento

Fonte: G1

Compartilhe

Deixe uma resposta