Motorista que causou apagão é identificado e comparece à Polícia Civil
Compartilhe

Jovem foi intimado e esteve na Delegacia de Palmital na quarta-feira, quando prestou depoimento, comprovou ser habilitado e negou estar bêbado

 

A Polícia Civil de Palmital identificou o jovem que dirigia a caminhonete que se chocou contra um poste no início da Rua João Moreira da Silva, na esquina com a Avenida Reginalda Leão, e que causou a pane elétrica na região central de Palmital na noite do último domingo. O motorista foi intimado a prestar esclarecimentos sobre os fatos e compareceu à Delegacia de Polícia na quarta-feira, onde comprovou que é habilitado e negou que estava dirigindo embriagado. Ele foi autuado por fuga de local de acidente e se comprometeu a ressarcir os prejuízos à empresa distribuidora de energia, que mobilizou equipes para religar os sistemas e substituir a estrutura danificada na madrugada de segunda-feira.

O acidente ocorreu por volta das 22h30 de domingo, quando a caminhonete bateu contra o poste, ao lado do Velório Santa Terezinha, e causou severos danos à estrutura de concreto que teve a base deslocada cerca de um metro para dentro da calçada. O incidente causou panes nas linhas de baixa e média tensão, afetando cerca de 2,4 mil consumidores no centro e bairros próximos como Vila Volga, Jardim Holmo e Jardim das Flores. A empresa distribuidora fez o isolamento da área afetada, restabeleceu o fornecimento de energia aos clientes e substituiu o poste danificado.

De acordo com o delegado Giovani Bertinatti, responsável pelo caso, o acidente teve grande repercussão na cidade e, a partir de informações apuradas pela equipe da Delegacia de Palmital, foi feita a identificação do condutor da caminhonete que fugiu após o acidente. Segundo o chefe da Polícia Civil, o jovem foi intimado e compareceu na quarta-feira, quando comprovou que é habilitado e negou que tivesse ingerido álcool antes de dirigir.

Bertinatti disse que o jovem responderá pelo crime de fuga de local de acidente, previsto no artigo 305 do Código de Transito Brasileiro, e que ele se comprometeu a reparar os danos causados. O motorista disse aos policiais que estava acompanhado de uma jovem e que o acidente teria ocorrido quando ele perdeu o controle da caminhonete ao desviar de um ciclista que trafegava pela contramão. O jovem também afirmou que não tinha ideia do transtorno causado pelos danos ao poste e que foi embora pelo fato de não haver ninguém ferido.

Compartilhe

Deixe uma resposta