Mulher coloca “chumbinho’ na comida e mata o marido de 71 anos

Resíduo de componente usado no chumbinho foi encontrado no estômago de idoso e animais — Foto: Reprodução/PC-RO

Um assassinato por envenenamento chamou a atenção nas redes sociais na segunda-feira (27/11), em Cerejeiras, cidade a 800 quilômetros da capital Porto Velho, em Rondônia. Isso porque para matar o próprio marido, um idoso de 71 anos, a suspeita colocou na comida dele um pesticida que tem componente de “chumbinho”.

O homicídio cometido pela mulher de 52 anos só foi descoberto após os animais da família, um gato e um cachorro, serem encontrados mortos também com sinais de envenenamento.

Segundo a Polícia Civil, o exame toxicológico de um material encontrado no estômago do idoso revelou a presença de substância tóxica chamada de “terbufós”.

Mas afinal, o que é esse veneno?

Terbufós é um dos componentes do “chumbinho”, um produto clandestino altamente tóxico e em geral usado como veneno agrícola. O chumbinho é o nome usado para referir ao pesticida conhecido como aldicarbe, que tem forma de grãos de cor cinza-escura ou grafite, lembrando assim o chumbo – daí o nome

Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) , o aldicarbe é um composto químico altamente tóxico que pertence à classe dos carbamatos, e no Brasil o chumbinho ficou conhecido como ‘o veneno de ratos’.

Muitas pessoas costumam usar o pesticida como isca para animais indesejados, principalmente roedores. O problema é que o aldicarbe é extremamente tóxico e representa um sério risco para crianças, animais de estimação e outros seres humanos que entrem em contato com ele.

A comercialização do chumbinho está proibida no Brasil desde 2012, por ordem da Anvisa. Segundo a agência, a decisão foi necessária na época devido ao seu uso irregular e indiscriminado, tanto para envenenar roedores e outros bichos quanto para provocar abortos, homicídios e suicídios.

Na época da proibição, a Anvisa entendeu ainda que o chumbinho não era eficiente nem para o controle de roedores, pois o produto geralmente mata o primeiro animal e os demais veem isso e não consomem o alimento envenenado.

Quais os sintomas da intoxicação?

A intoxicação por chumbinho pode resultar em uma série de sintomas, que podem variar em gravidade. As reações mais típicas incluem salivação em excesso, visão turva, aumento da pressão arterial ou, em casos graves, diminuição da pressão arterial, e dificuldade respiratória. Também pode ocorrer:

  • Distúrbios gastrointestinais:
    Náuseas
    Vômitos
    Dor abdominal intensa
    Diarreia
  • Sintomas neurológicos:
    Tonturas
    dor de cabeça
    Fraqueza
    Confusão mental
    Convulsões (em casos mais graves)

Já as intoxicações pelo terbufós podem se manifestar através de tremores e câimbras, hipertensão arterial, fibrilação muscular e flacidez, podendo eventualmente culminar em óbito devido a parada respiratória.

Caso uma pessoa tenha contato e intoxicação com o pesticida, é preciso buscar ajuda médica imediatamente. O tratamento pode envolver a administração de medicamentos específicos, suporte respiratório e outros cuidados de suporte.

Segundo o Ministério da Agricultura, a exposição ao chumbinho e sus resíduos deve ser evitada a todo custo, e o produto não deve ser usado de maneira alguma para controle de pragas em lavouras, devido ao seu alto risco à saúde.

Gato e cachorro encontrados mortos ajudaram polícia a descobrir homicídio em Cerejeiras, Rondônia — Foto: Reprodução

Gato e cachorro encontrados mortos ajudaram polícia a descobrir homicídio em Cerejeiras, Rondônia — Foto: Reprodução

O tempo que leva para o chumbinho causar a morte de uma pessoa, de acordo com a Anvisa, pode variar dependendo de fatores, incluindo a quantidade ingerida, a idade e o peso, e a rapidez com que o tratamento médico é procurado.

Se é proibido, quem forneceu o veneno em Cerejeiras?

A linha de investigação da Polícia Civil segue agora para descobrir como a mulher teve acesso ao veneno para matar o marido, já que a comercialização do componente do produto é proibida em todo o Brasil.

O fornecedor de chumbinho pode pegar até três anos de prisão, se condenado, além do pagamento de multa.

A suspeita é que a mulher ofereceu o alimento envenenado para o marido e o cão e gato da família também ingeriram. A morte por envenenamento aconteceu há dois meses, mas só foi revelado na segunda-feira (27/11).

A mulher foi presa durante a operação Viúva Negra em Cerejeiras. Ela deve ser indiciada por homicídio qualificado, com motivo torpe e emprego de veneno.

Fonte: g1

Mulher (de cinza) foi presa por suspeita de matar o marido envenenado em RO — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Mulher (de cinza) foi presa por suspeita de matar o marido envenenado em RO — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Compartilhe

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

destaques da edição impressa

colunistas

Cláudio Pissolito

QUAL O MELHOR PRESENTE PARA PALMITAL NO ANIVERSÁRIO DE 103 ANOS?

Esta votação foi encerrada (since 6 meses).

VOTE NA ENQUETE ABAIXO - ESCOLHA APENAS UMA OPÇÃO

Melhoria na Saúde
35.06%
Melhoria na Segurança
14.34%
Melhoria no Horto Florestal
13.15%
Melhoria do Povo
11.95%
Melhoria na Educação
8.76%
Melhoria nas Estradas Rurais
6.77%
Melhoria na Arborização
3.98%
Melhoria na habitação
3.98%
Melhoria na Assistência Social
1.99%

Foto do Leitor

Envie sua Imagem de fato positivo ou negativo

HORÁRIOS DE ÔNIBUS

Clique na Imagem e Acesse os Horários

TV JC

Temas

Don`t copy text!

Entrar

Cadastrar

Redefinir senha

Digite o seu nome de usuário ou endereço de e-mail, você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.