Compartilhe

Prisão foi decretada pela Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), na quarta-feira (27/04)

Uma mulher teve a prisão preventiva decretada por associação ao tráfico de drogas, corrupção de menores e exploração sexual de adolescentes em Garça. A prisão foi decretada pela Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), na quarta-feira (27).

Segundo o boletim de ocorrência, os agentes da polícia cumpriram um mandado de busca e apreensão no bairro Vila Araceli, por volta das 11h.

No local, duas policiais civis abordaram a investigada, que estava com as filhas, de 12 e 14 anos, a quem explorava sexualmente, segundo a polícia. Também foram apreendidos cinco celulares na residência.

No mesmo dia, os agentes da polícia realizaram uma busca domiciliar em outro endereço, na Avenida Paineiras. Na garagem, a Polícia Militar Ambiental localizou gaiolas de madeira e um ringue com 44 galos, que indicava a promoção de rinha. Dentre eles, 12 estavam com sinais de mutilação.

Polícia Militar Ambiental flagra 44 galos sendo utilizados em rinhas em Garça — Foto: Polícia Militar Ambiental/Divulgação

Polícia Militar Ambiental flagra 44 galos sendo utilizados em rinhas em Garça — Foto: Polícia Militar Ambiental/Divulgação

O médico veterinário responsável pela Secretaria do Meio Ambiente constatou os maus-tratos. Por conta disso, foi elaborado um auto de infração ambiental com penalidade de multa simples no valor de R$ 36 mil.

A polícia encontrou o dono da residência em outra casa localizada em um terreno baldio. Ele e a mãe das adolescentes foram encaminhados à delegacia, prestaram esclarecimentos e tiveram a prisão preventiva declarada.

O homem foi preso por tráfico e associação ao tráfico de drogas, corrupção de menores, maus-tratos aos animais e dano qualificado.

Galos são encontrados com sinais de mutilação em Garça — Foto: Polícia Militar Ambiental/Divulgação

Galos são encontrados com sinais de mutilação em Garça — Foto: Polícia Militar Ambiental/Divulgação

FONTE: G1

Compartilhe