Compartilhe

Uma mulher de 44 de anos causou uma grande confusão na noite de sexta-feira (15/04) em um restaurante (bar, lanchonete e pizzaria), na Avenida Luiz Saldanha Rodrigues, em Ourinhos. Depois de consumir R$ 87,19, a acusada se negou em pagar a conta, alegando que devia menos (R$ 72,19), mas mesmo depois da gerência do local diminuir o valor, ela não pagou e poderá ser processada.

De acordo com o registro policial, a mulher chegou ao estabelecimento por volta das 17h, desejando consumir produtos, porém foi orientada que o atendimento seria iniciado às 18h30, quando então ela entrou. Ficou até às 22h23, quando pediu o fechamento da conta, que totalizou R$ 87,19.

Porém, a mulher questionou o valor, dizendo que havia consumido dois chopps e não três, como constava na conta e também questionou a cobrança de R$ 6,00 do couvert artístico, que estava incluso no valor. Para evitar desgastes, a gerência do local retirou a cobrança de um chopp, ficando a conta de R$ 72,19. Mesmo assim, a mulher disse que não teria condições de pagar.

A Polícia Militar foi acionada e conduziu a mulher e o representante do restaurante ao plantão policial, na CPJ (Central de Polícia Judiciária) de Ourinhos. O representante disse que não era a primeira vez que a mulher causava transtornos em seu estabelecimento. Já a mulher disse que não tinha o dinheiro, mas que ofereceu a chave de sua motocicleta para o dono, mas que ele não aceitou.

O fato foi registrado e agora o dono do estabelecimento terá seis meses para oferecer a representação criminal contra a mulher, que terá que se defender. Todos foram liberados. As informações constam no RDO nº 3332-1/2022 1ª Edição CPJ de Ourinhos (livre de censura).

Fonte: Passando a Régua

Compartilhe

Deixe um comentário