Compartilhe
jorna da comarca yuka
Marcelo Yuka morreu aos 53 anos

 

O ex-baterista e um dos fundadores do grupo O Rappa, Marcelo Yuka, de 53 anos, morreu na noite da sexta-feira, dia 18, no Rio de Janeiro. O músico estava internado para tratar as complicações de um AVC que sofreu recentemente, o segundo desde agosto de 2018.

Marcelo ficou paraplégico em 2000, quando foi baleado ao reagir a um assalto, cujo ladrão queria levar o automóvel de sua mulher. Desde então, ele passou a enfrentar problemas de saúde, com agravamento do quadro em 2018, quando sofreu o AVC.

O músico e compositor, que ficou anos dependendo de cadeira de rodas e continuou trabalhando na área musical, tornou-se também um ativista em defesa dos mais pobres e, com frequência, dizia ter pensado em suicídio. Ele apresentava quadro de infecção generalizada e não resistiu ao agravamento iniciado pelo segundo AVC.

Yuka nasceu no Rio de Janeiro, batizado Marcelo Fontes do Nascimento Viana de Santa Ana, em 31 de dezembro de 1965. Começou a trabalhar com música em 1993, quando fundou O Rappa junto com amigos, o tecladista Marcelo Lobato, o guitarrista Alexandre Meneses e o baixista Nelson Meirelles.

O grupo se transformou em expoente do rock brasileiro usando canções de letras fortes, com componentes de crítica social e misturando estilos, quase todas de autoria de Yuka. O maior sucesso foi “Pescador de Ilusões”, mas Marcelo acabou expulso pelos companheiros logo após ter ficado paraplégico.

Compartilhe

Deixe uma resposta