Padrasto suspeito de matar bebê de 6 meses é julgado em Bauru
Compartilhe

O padrasto acusado de matar um bebê de 6 meses em Bauru (SP) é julgado pelo Tribunal de Júri nesta quinta-feira (28) no Fórum. O Júri Popular começou às 9h30.

 

O caso aconteceu no dia 7 de março de 2018 e o réu, Bruno Miziara de Abreu, de 27 anos, está preso preventivamente desde abril do ano passado. Bruno era namorado da mãe do bebê e foi indiciado por homicídio duplamente qualificado, por asfixia e por impossibilidade de resistência da vítima.

Na época, Bruno tomava conta do enteado e disse que ele tinha se enrolado em um cobertor enquanto dormia na cama e, quando percebeu, a criança já não estava respirando. A mãe de Orlando, Marcela de Oliveira Grecchi, estava trabalhando no momento do crime e contou que antes do filho morrer, o namorado apresentou sinais de agressividade.

 

O laudo do IML indicou que o bebê morreu por asfixia mecânica, que é quando há a ação de algum agente externo. Durante a reconstituição do caso, a delegada responsável pelas investigações, Priscila Bianchini, concluiu que foi um caso de homicídio.

Fonte: G1

Compartilhe

Deixe uma resposta