• Post category:Editorial
Compartilhe

“O projeto é produzir o maior, melhor e mais completo documento histórico de Palmital.”

 

É com muita satisfação e sentimento de dever cumprido que hoje publicamos mais uma Edição Especial de Aniversário de Palmital, desta vez de 99 anos. É a 25ª edição com resgate da história da cidade fundada no final do século 19 e que conquistou autonomia político-administrativa em 1920, quando foi elevada à condição de Município. Em 25 edições consecutivas foi possível publicar perto de 150 páginas de jornal com a história de Palmital, ilustradas por cerca de mil fotografias de praticamente todas as épocas. O árduo trabalho de pesquisa resultou em rico acervo, provavelmente o mais completo existente.

Nas matérias especiais publicadas em cada edição histórica foram abordados assuntos relacionados à política, à sociedade, os casos de grande repercussão, além da história de pessoas, famílias, entidades e empresas que ajudaram a construir a Palmital de hoje. A pesquisa apurada dos acontecimentos por meio de documentos, a identificação das imagens por pessoas que vivenciaram cada época e o testemunho de personalidades ou pessoas do povo que ajudaram a formar a identidade da nossa cidade garantem a veracidade e a pluralidade das informações que são transformadas em matérias ricas em conteúdo.

Com planejamento antecipado, estamos organizando a grande comemoração dos 100 anos de Palmital, que será completado em 21 de abril de 2020, daqui a um ano. O tempo seria escasso para produzir um trabalho abrangente e ousado como pretendemos, não fosse o grande acervo que acumulamos em ¼ de século de trabalho sério, profissional e de interesse público. No próximo ano, além da Edição Especial tradicional do jornal impresso, vamos editar um livro comemorativo, já com título definido e muito material catalogado. O projeto é produzir o maior, melhor e mais completo documento histórico de Palmital.

A produção do livro faz parte da nossa filosofia de considerar que o jornal noticioso, que registra a história contemporânea acompanhando os fatos do cotidiano para produzir acervo para o futuro, tem como dever de ofício também resgatar fatos históricos, pois só conhecendo profundamente o passado é possível construir o presente e projetar o futuro. O livro histórico será dividido em capítulos que abordarão assuntos políticos, sociais, esportivos, policiais, dos transportes, da comunicação, a formação dos bairros urbanos e rurais e a história das famílias e empresas que construíram a cidade, com participação daqueles que escrevem nossa história.

Compartilhe

Deixe uma resposta