Compartilhe

Rio do Sul, no Vale do Itajaí, entrou em situação de enchente nesta quarta-feira

Duas pessoas morreram — Foto: Corpo de Bombeiros/ Divulgação 

O município de Rio do Sul, no Vale do Itajaí, entrou em situação de enchente na quarta-feira (04/05). A chuva é provocada pela passagem de um ciclone e segue persistente desde a noite de segunda-feira (02/05). Houve deslizamentos de terra, alagamentos e feridos. Duas pessoas morreram em uma ocorrência relacionada ao mau tempo

Mortes na Serra 

José Vieira Lima, de 60 anos, e Nilson da Silva Lima, de 40 anos, foram encontrados mortos pelo Corpo de Bombeiros Militar em São Joaquim, na Serra catarinense, dentro de um rio na tarde de terça-feira (03/05). As vítimas estavam no interior do município, na localidade conhecida como São Paulo Velho. 

O carro estava com as rodas viradas para cima. Segundo a funerária da cidade, José Vieira será enterrado às 15h30 desta quarta no Cemitério municipal. Já Nilson da Silva, às 16h30, na comunidade de Boava. 

Ponte foi interditada na manhã de terça-feira (03/05) em Pedras Grandes — Foto: Corpo de Bombeiros/ Divulgação 

Feridos no Oeste catarinense 

Um deslizamento de terra causou dois acidentes de trânsito na noite de terça, após colisões contra uma árvore na SC-120 em Curitibanos. Na primeira ocorrência, uma motocicleta colidiu na estrutura, que caiu no km 237 da rodovia. O motociclista de 36 anos sofreu ferimentos leves. 

Em seguida, segundo a Polícia Militar Rodoviária Estadual (PMRv), um carro bateu contra a mesma árvore. O condutor de 48 anos foi atendido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhado ao hospital em estado grave. 

O teto do veículo foi parcialmente arrancado com o impacto da batida e a vítima ficou presa às ferragens. 

Acidente ocorreu na noite de terça-feira (03/05) em Curitibanos, no Oeste catarinens — Foto: PMRv/Divulgação 

A chuva também causou um deslizamento de terra e interditou três residências em Herval D’Oeste. Em uma das casas, a terra que desceu quebrou uma das paredes e invadiu um cômodo. Doze pessoas ficaram desabrigadas. 

Chuva causou interdição de casas no Oeste catarinense — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação 

Vale do Itajaí 

Segundo a prefeitura de Rio do Sul, o nível do Itajaí-Açu passou dos sete metros à meia-noite desta quarta e, por volta das 6h, atingiu a marca de 8,18 metros. Pelo menos 87 pessoas precisaram deixar as residências em que moram

A cidade de Blumenau também entrou em estado de alerta na madrugada por conta do aumento do nível do rio. O Itajaí-Açu passou da marca de 6 metros, o que ativou o protocolo laranja da Defesa Civil, com acionamento de equipes e prontidão para atendimento à população. 

Nível de rio acendeu alerta em Blumenau — Foto: Talita Catie/NSC 

A barragem de Ituporanga foi fechada devido à previsão de chuva intensa no Alto Vale. 

Sul de SC 

Um vídeo feito na manhã desta quarta flagrou o momento em que um morador usou um caiaque para percorrer uma rua alagada por conta da chuva. O caso aconteceu em Tubarão. Na região, o mau tempo deixou rodovias interditadas e aulas suspensas. A cidade decretou situação de emergência

Na terça, quatro crianças e duas professoras foram resgatadas de uma creche em Braço do Norte, no Sul catarinense, após a rua ficar alagada. Em Pedras Grandes, uma ponte precisou ser interditada após o rio transbordar. 

Morador usa caiaque para percorrer rua alagada após chuva em SC — Foto: Reprodução/NSC TV 

Grande Florianópolis 

Florianópolis registrou volume de chuva acumulada de 222 mililitros desde segunda. Durante a madrugada, como previsto, a quantidade de chuva aumentou em alguns horários, gerando um maior acúmulo, mas ainda dentro do controle. Até as 8h40, nenhum serviço essencial foi afetado pelas chuvas. 

Na terça, um deslizamento de terra na comunidade José Mendes atingiu duas residências, deixando as famílias desabrigadas. 

Florianópolis, na terça-feira (03/05) — Foto: Defesa Civil/Divulgação 

Fonte: G1 

Compartilhe

Deixe um comentário