Preso no Rio apontado como suspeito de ser recrutado pelo Hezbollah é músico e alegou ter sido procurado para shows de pagode no Líbano

Exclusivo: Fantástico descobre a identidade do principal investigado na operação que apura o recrutamento de brasileiros pelo grupo extremista Hezbollah — Foto: Reprodução/Fantástico

Em depoimento, homem negou ser aliciado para ataques terroristas, mas a PF não acredita na versão.


O homem preso neste domingo (12) no Rio de Janeiro pela Polícia Federal (PF) apontado como suspeito de ser recrutado pelo Hezbollah — grupo libanês extremista apoiado pelo Irã, considerado terrorista por vários países, como Estados Unidos, França e Alemanha — é músico e estava no Rio. Ele foi identificado como Michael Messias. A Justiça decretou a prisão temporária dele por 30 dias.

Em depoimento, Michael confirmou, segundo investigadores, que esteve 2 vezes no Líbano. Disse que as viagens foram pagas pelo sírio naturalizado brasileiro Mohamad Khir Abdulmajid, procurado pela Interpol e principal alvo da investigação da ameaça terrorista pela PF.

Mas Michael alegou no interrogatório que foi procurado pelo Mohamad para fazer apresentações de pagode no Líbano e negou tanto ter envolvimento com o Hezbollah quanto ter recebido proposta para colaborar com o terrorismo. A PF não acredita nesta versão.

Exclusivo: Fantástico descobre a identidade do principal investigado na operação que apura o recrutamento de brasileiros pelo grupo extremista Hezbollah — Foto: Reprodução/Fantástico

Exclusivo: Fantástico descobre a identidade do principal investigado na operação que apura o recrutamento de brasileiros pelo grupo extremista Hezbollah — Foto: Reprodução/Fantástico

Os investigadores estão atrás agora também dos chamados “intermediários recrutadores”: pessoas supostamente contratadas no Brasil por Mohamad para ir atrás de brasileiros interessados em aceitar dinheiro para integrar células do Hezbollah nas áreas de logística e inteligência para a prática de atentados.

Um libanês naturalizado brasileiro, que também está em Beirute e é procurado pela Interpol, encabeçaria junto com Mohamad todo este esquema de aliciamento para o Hezbollah, segundo as investigações da PF.

Fonte: G1

Compartilhe

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

destaques da edição impressa

colunistas

Cláudio Pissolito

QUAL O MELHOR PRESENTE PARA PALMITAL NO ANIVERSÁRIO DE 103 ANOS?

Esta votação foi encerrada (since 3 meses).

VOTE NA ENQUETE ABAIXO - ESCOLHA APENAS UMA OPÇÃO

Melhoria na Saúde
35.06%
Melhoria na Segurança
14.34%
Melhoria no Horto Florestal
13.15%
Melhoria do Povo
11.95%
Melhoria na Educação
8.76%
Melhoria nas Estradas Rurais
6.77%
Melhoria na Arborização
3.98%
Melhoria na habitação
3.98%
Melhoria na Assistência Social
1.99%

Foto do Leitor

Envie sua Imagem de fato positivo ou negativo

HORÁRIOS DE ÔNIBUS

Clique na Imagem e Acesse os Horários

TV JC

Temas

Don`t copy text!

Entrar

Cadastrar

Redefinir senha

Digite o seu nome de usuário ou endereço de e-mail, você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.