Produtos furtados de propriedade rural avaliados em R$ 30 mil são recuperados pela PM
Compartilhe

A Polícia Militar recuperou R$ 30 mil em produtos que haviam sido furtados de uma propriedade rural localizada em Regente Feijó. A maior parte do material estava em Presidente Prudente. O caso foi registrado na noite de sexta-feira (27/09).

 

A corporação recebeu informações de que havia ocorrido um furto a uma residência rural, em Regente Feijó, e seguiu ao endereço na tentativa de localizar possíveis autores e os produtos subtraídos.

 

Durantes as buscas, militares do Oitavo Batalhão de Ações Especiais de Polícia (Baep) foram informados de que um dos autores estava escondido numa casa, em Álvares Machado, com parte dos materiais furtados.

 

Na casa, o denunciado foi abordado junto a mais dois indivíduos. Com o primeiro homem, em revista pessoal, nada de ilícito foi encontrado. Houve o mesmo resultado na vistoria feita em um veículo que estava estacionado de frente à residência.

 

No entanto, o indivíduo confessou a autoria do furto com mais dois comparsas. Ele ainda comentou que ali naquela casa estava, três dos produtos furtados. Após a equipe identificar os objetos, questionou onde estariam os demais produtos. O homem, “de livre e espontânea vontade”, indicou aos policiais onde estariam os demais produtos e os demais comparsas.

 

Na sequência, os militares foram a uma casa no Parque Alexandrina, em Presidente Prudente, onde localizaram outro homem que, ao ser questionado, confessou o furto. Dentro do imóvel havia outro indivíduo com alguns dos produtos furtados.

 

O outro homem também confessou a prática do furto e a participação dos outros no crime, entregando para a equipe policial uma lixadeira e uma serra circular que haviam sido subtraídas, bem como indicou onde estaria o restante dos objetos.

 

A PM foi até o terceiro endereço, no Residencial Cremonezi, onde o morador declarou que estava guardando o restante dos materiais furtados a pedido de outro indivíduo. Dentro da casa os policiais identificaram seis selas de montaria, duas motosserras, 33 laços, três pares de caneleiras, três cloches, dois freios, uma gamarra, um cabresto e um par de esporas.

 

Os indivíduos receberam voz de prisão e foram conduzidos à Delegacia Participativa da Polícia Civil, onde acabaram liberados para responderem aos respectivos processos em liberdade. Os produtos, avaliados em R$ 30 mil, conforme a Polícia Militar, foram apreendidos e devolvidos à vítima.

Fonte: G1

Compartilhe

Deixe uma resposta