• Post category:Rapidinhas
Compartilhe

BOMBEIROS ATRASADOS

Um incêndio na manhã do último domingo, que consumiu uma casa no bairro Paraná, é prova da ineficiência do Corpo de Bombeiros em relação à Palmital, devido à distância. Primeiro chegou o caminhão Pipa da Prefeitura e depois o caminhão da Destilaria Tirolli. Os bombeiros só apareceram quando nada mais se tinha a fazer. Foram desnecessários, gastaram uma viagem à toa e deixaram a base desguarnecida.

 

CHOVENDO NO MOLHADO

São incontáveis as vezes que esse veículo de comunicação denunciou o absurdo da geografia maluca da segurança pública. Com uma guarnição de Bombeiros em Assis e outra em Cândido Mota e uma Companhia PM em cada uma das mesmas cidades muito próximas, as outras mais distantes ficam sem atendimento ou reforço. Mas ninguém se preocupa com essas bobagens que passam pelas cabeças de jornalistas.

 

MUNICÍPIOS FUNDIDOS

Uma PEC – Proposta de Emenda à Constituição – do Pacto Federativo, propõe a fusão de municípios com menos de cinco mil habitantes e arrecadação própria menor do que 10% da receita total de suas Prefeituras. Esses municípios seriam incorporados pelos vizinhos sob justificativa de promover o fortalecimento da federação e conferir maior autonomia na gestão dos recursos. Em ano eleitoral, com muitos candidatos, será difícil emplacar.

 

REBOLIÇO ESQUERDISTA

A informação da previsão em lei para incorporação de municípios menores pelos maiores já está sendo debitado na conta de Jair Bolsonaro, pois tudo o que pode causar qualquer desgaste é usado como arma pela imprensa opositora. Todos sabem que se trata de um tema espinhoso e de difícil aprovação, mas poucos conseguem enxergar que a proposição é uma medida corajosa, de quem não está preocupado apenas com a próxima eleição.

 

LEI DO ENXUGAMENTO

O chamado Pacto Federativo pode mexer muito com os políticos, pois já existem movimentos pela redução do número de parlamentares em todos os níveis. Como os interesses dos políticos sempre prevalecem, também será difícil reduzir despesas com menos senadores, deputados e vereadores, mas a redução de salários seria o ideal. Com vereador atuando apenas pelo interesse público, haveria muito mais interesse público.

 

CONDOMÍNIO MUNICIPAL

O fato de uma cidade não arrecadar nem 10% do que necessita é de fato preocupante, assim como a existência de enormes estruturas política no Executivo e outra no Legislativo é onerosa para gerir menos de 5 mil almas e seus respectivos corpos. Muitos lembram a existência de condomínios com muito mais moradores e dirigidos por apenas um síndico, mas se esquecem que os nascidos em Platina, por exemplo, não querem ser palmitalenses.

 

FIM DO CHEIRINHO

A instalação de um gigantesco biodigestor na indústria Tereos, com investimento milionário, deve representar o fim daquele cheirinho desagradável que chegava à cidade carregado pela brisa vinda do Nordeste. Além de ser um marco no sistema de tratamento de efluentes, de gerar energia e criar novos empregos, o sistema serve de exemplo para outras indústrias. Os denunciantes da poluição deveriam ter esperado, ou ao menos perguntado.

 

SISTEMA CONHECIDO

O sistema de tratamento de efluentes (resíduos) da indústria Tereos em muito se assemelha ao sistema de tratamento de esgoto que existia na região do antigo Matadouro Municipal. Em vez de ampliar aquele modelo mais eficiente, preferiram demolir e construir outro, de lagoas, menos confiável. Quase 20 anos depois, uma indústria usa o mesmo sistema que havia na cidade, comprovando a falta de planejamento e conhecimento no serviço público.

Compartilhe

Deixe uma resposta