• Post category:Rapidinhas
Compartilhe

CACHORREIROS X CARROCEIROS

O projeto de lei do Dr. Eduardo proibindo carroças na cidade rendeu bastante assunto e desavenças na internet. Mesmo sabendo que o autor iria retirá-lo de tramitação, como o fez, as brigas e ofensas entre defensores dos animais e os adeptos dos carroceiros continuaram. Teve de tudo: até vídeo com conselhos de cunho religioso, moral e pessoal com transmissão pelo Facebook, mostrando a intransigência dos internautas.

 

PARLAMENTO DO TRÂNSITO

Uma das preferências da Câmara Municipal é propor mudança no trânsito, pois o projeto criado por especialista não serviu ao interesse de todos os interessados e não atendeu ao desejo de todos os desejosos. Em todas as sessões surgem propostas de mudanças de mão de direção, de criação de áreas de estacionamento ou de instalação de placas, indicando preocupação com o enorme trânsito da metrópole. Ninguém propõe uma linha de Metrô.

 

RUAS ALTERNADAS

Em todas as cidades com o mínimo de organização no trânsito as ruas são alternadas com mão única de direção, pois os motoristas sempre saberão que a próxima via terá direção contrária à anterior. Menos em Palmital, onde nunca se sabe para que lado se pode virar, além de ruas que começam com mão única, passam a mão dupla e depois voltam a mão única. É caso para estudo da Nasa.

 

FIM DAS PRAÇAS

Depois do brilhante projeto de construir estacionamento na calçada da principal praça da cidade, cujos espaços são ocupados de manhã e só liberados à noite, a mania de destruir praças para acomodar automóveis pegou. Atualmente, os principais alvos são as belas e abandonadas praças do pátio da ferrovia, construídas há mais de 40 anos pelo prefeito Albino Rainho e nunca reformadas. Querem acabar com elas.

 

PASSADO, PRESENTE, FUTURO

O conserto do telhado do Ginásio de Esportes Delço Mazzeto se arrasta por mais de 20 anos, pois já trouxeram até reportagem de TV para denunciar que chove mais dentro do que fora daquele antigo espaço público. Parece que existe enorme dificuldade em solucionar um problema do passado, que se soma com problemas do presente, e que deve se encontrar com os problemas futuros. Um problema atemporal que surge a cada temporal.

 

CIDADE FESTEIRA

A fama de cidade festeira de Palmital continua aumentando graças à criatividade e à animação do povo que não perde tempo com besteiras. Além dos eventos públicos que ocupam praças, ruas e parques, das festas religiosas acirrados pela concorrência entre as Paróquias, mais a animação e as promoções dos evangélicos, temos também os privados que ultrapassam os limites do particular. Até feijoada e festa de aniversário em rua interditada.

 

CIDADE PUBLICITÁRIA

Além das festas que se emendam, pois o padre da Matriz de São Sebastião já esta recebendo encomenda de pamonhas, temos também uma vocação para a publicidade. Além das estrovengas instaladas em praças públicas para divulgar empresas, produtos e serviços, as placas de nomes de rua agora também servem de suporte para divulgação dos patrocinadores. Sem qualquer discrição ou receio da poluição.

 

BENS INSERVÍVEIS

O automóvel executivo Citroen C4 Pallas (belo nome) doado pela Câmara Municipal à Prefeitura de Palmital, entrou na relação de “bens inservíveis, mas todos em bom estado de conservação”. No caso do carro, parece que só o inservível combina para sua designação, pois consta que o belo automóvel preto, com placas que não são multadas em alta velocidade, foi entregue com defeito grave no câmbio, o que deve causar enorme despesa para recuperação.

 

Compartilhe

Deixe uma resposta