• Post category:Rapidinhas
Compartilhe

MENOS ELEITORES

O recadastramento de eleitores da Comarca pelo sistema biométrico, que não permite falha na identificação, deve causar sensível redução do eleitorado das cidades. A exemplo do que acontece em nível nacional, Salto Grande, por exemplo, teve cancelados mais de 20% dos títulos considerados ativos, reduzindo o número oficial de eleitores. Na verdade, não passa de uma correção de casos de mortos ou daqueles que se mudaram e não fizeram a transferência.

TAXI ELEITORAL

A provável redução do número de eleitores não agrada aos políticos ou àqueles que pretendem entrar nesta rentável atividade. Os bons observadores irão notar que muitos detentores de cargos ou pretendentes para o futuro irão utilizar seus automóveis para transportar eleitores interessados no recadastramento, tudo pelo bem da democracia e mais ainda pela esperança do agradecimento com o voto. Afinal, não é só aposentadoria que seduz eleito

VOTOS & FAVORES

A relação dos votos com os favores pessoais é bastante antiga e parece que não tem data para terminar, pois as fórmulas usadas no passado ainda funcionam. Para se eleger, basta fazer um investimento calculado pela equação custo-benefício e não desperdiçar grana com os falsos amigos. Para se reeleger, é preciso fazer uma poupança mensal que garanta o custo da próxima campanha, que também garante a eternização dos de sempre nos mesmos cargos.

PROJETO ELEITORAL

Com a virada do ano e passadas as eleições estaduais e federais, os interessados em vagas nas câmaras municipais ou que pretendem arriscar a ocupar a cadeira principal das prefeituras já começam a se movimentar. Balões de ensaio são lançados, vontades antigas reaparecem e reuniões quase secretas acontecem a luz do sol quente. Por enquanto, nenhuma novidade no horizonte, mas o discurso do moralismo e das mudanças pode funcionar.

FACEREPÓRTER

A popularização das redes sociais está introduzindo muitos interessados no sistema de comunicação de massa, antes restrito aos veículos tradicionais. Em Palmital, por exemplo, já temos alguns expoentes das reportagens investigativas e denunciativas que causam ciúmes em vereadores. Um celular simples e uma conta gratuita no Facebook garantem o trabalho dos vários FaceReporteres que relatam todos os “pobremas” existentes na cidade. Um bom serviço.

JORNALISMO ALTERNATIVO

O pessoal que pratica o jornalismo alternativo, alguns prováveis interessados em entrar na política municipal e passar de estilingue a vidraça, também são legítimos representantes da sociedade. Com trabalhos diurnos e noturnos, desde a falta de água gelada no Posto de Saúde até os escorpiões que habitam o Cemitério Municipal, eles abordam os mais variados assuntos. Mesmo ofendidos e achincalhados, continuam ocupando espaço na mídia municipal.

FURO N’ÁGUA

A ânsia dos repórteres alternativos em denunciar e servir de voz para todas as reclamações pode causar erros devido à falta de experiência dos novatos no jornalismo investigativo. Essa semana foi denunciada a falta de água gelada em uma unidade de saúde da cidade, mas não perceberam é que, devido ao forte calor e o elevado consumo, o sistema não consegue manter a temperatura baixa. A boa notícia é que no inverno a água vai estar trincando.

MACACADA MUNICIPAL

Os macacos pregos, que vivem em grupos no Horto Florestal Municipal, começaram a aparecer em vários pontos da cidade, chegando até pra lá da linha. Alguns foram vistos na Rua Eduardo Zacarelli e outros na Avenida Reginalda Leão. Vizinhos comprovam que eles só estão dormindo na mata e teorias macabras garantem que estão fugindo da onça parda do Horto, pois ela já teria exterminado os quatis, presas mais fáceis que os espertos macacos municipais.

Compartilhe