• Post category:Rapidinhas
Compartilhe

MENOS CEMITÉRIO

A grande ocupação dos espaços do Cemitério Municipal indica que em breve deverá faltar túmulo para os mortos, pois não há muitas possibilidades de ampliação da Necrópole. Com exceção de uma rua nos fundos e alguns terrenos ao lado, não existem outras alternativas para o crescimento do campo quase santo. E, como parece que a cada dia temos mais mortos para menos cemitério, os interessados devem fazer reserva com antecedência.

 

MORTOS X VIVOS

Nossa antiga mania municipal de anunciar os falecimentos em carros de som, mesmo que tenha ocorrido à noite, cria a sensação de aumento no número de mortos. Não temos os dados oficiais, mas tudo indica que em Palmital ainda são mais nascimentos do que falecimentos e, sem muitas mudanças, a população pode aumentar. O ideal seria anunciar os nascimentos das crianças para criar a sensação de renovação. Nota de Nascimento.

 

MAIS ÁRVORES

As muitas leis de incentivo à arborização urbana existentes em Palmital nunca são cumpridas. Uma delas prevê o plantio de uma árvore pela família ao nascimento de cada criança, que seria responsável pela manutenção no futuro. Só quem já teve uma árvore para chamar de sua é que sabe o quanto é importante ser o legítimo dono, como esse colunista que plantou uma árvore no Cene em 1967, mas que infelizmente foi erradicada devido a obras.

 

FILME DIDÁTICO

Um filme caseiro de 1994, publicado no site JC Online esta semana, mostra a passagem de um trem de carga de combustíveis pela estação de Palmital. A câmera chega aos detalhes do prédio, principalmente a cobertura da plataforma, com foco no madeiramento, nas mãos francesas de madeira e nas vigas de suporte, mostrando de forma didática a concepção da bela estrutura. Fotos e filmes são ideais para reformas e restaurações de prédios históricos. 

 

MINHA SOJA MINHA VIDA

A vereadora Ana Elisa apresentou requerimento na Câmara solicitando envio de oficio a um deputado para interceder junto ao Ministério da Agricultura no sentido de recuperar o secador da Ceagesp de Palmital. Ela também quer que a empresa tenha tarifa equiparada às das cooperativas, indicando intervenção municipal em empresa federal. Como não consertaram o secador depois de quase 10 anos, também não irão baixar o preço da armazenagem.

 

MEU PREDINHO MINHA VIDA

O vereador Marquinho Tortinho apresentou projeto de lei que pretende mudar a redação da lei que estabelece os valores cobrados a título de ITBI, certamente para reduzir o valor do imposto pago pelos compradores de imóveis. Essa é uma discussão antiga, pois as cidades têm autonomia para estabelecer o porcentual cobrado sobre o valor declarado nos negócios, que quase sempre é muito menor que o real. Dizem que o imposto de Palmital é o mais caro.

 

MINHA ÁRVORE MINHA VIDA

A erradicação de algumas árvores no centro da cidade causou requerimentos na Câmara e furor nas redes sociais da internet, espaço utilizado para o silencioso ruído das reclamações. Uma fotografia reveladora mostra que uma delas já foi cortada há certo tempo, questão de anos, sem que tenha havido muito barulho. Será que reclamam mais porque existe a internet ou a internet existe para que todos possam reclamar?

 

REPERCUSSÃO ESTADUAL

Menos de dois meses no ar, o site JC Online já é referência em outros veículos de comunicação e também na assessoria da imprensa da CATI – da Secretaria de Agricultura do Estado de São Paulo. Além de várias matérias produzidas pelo JC e reproduzidas em várias cidades, esta semana foi a vez do site da CATI destacar um dos tópicos da coluna Agronotícias, assinada pelo nosso colunista, o jornalista Maurício Galhardo. É o JC Online repercutindo no Estado.

Compartilhe

Deixe uma resposta