• Post category:Rapidinhas
Compartilhe

PALMITAL 2019

A exemplo da Rio 2007 e Rio 2016, quando a cidade mais ou menos maravilhosa sediou os Jogos Panamericanos e as Olimpíadas, logo depois da Copa do Mundo 7×1 de 2014, Palmital também sedia um grande evento esportivo. A cidade foi invadida por estrangeiros do Paraná, de Rondônia, de Minas Gerais e até legítimos paraguaios que circulam pelas ruas para conhecer nossas belezas naturais, menos os coqueiros. Tudo sem o Exército para segurança às delegações.

 

SEM TRADUTOR

Mesmo com a presença de atletas das mais estranhas origens, que falam dialetos variados e até outros idiomas, como os paraguaios e chilenos que desde criança falam em Espanhol, não houve treinamento de voluntários para facilitar a comunicação. Na base da adivinhação ou da mímica, todos se comunicam em castelhano, guarani, gauchês, mineirês, bainês, rondonês e até pelo legítimo carioquexx. Os visitantes que se virem com o nosso caipirês.

 

PALMITAL – PLATINA

Assim como Japão e Coréia do Sul se uniram para sediar a Copa do Mundo de futebol de 2002, Palmital incluiu os campos de futebol de Platina e Nova Alexandria entre os que recebem jogos nacionais e internacionais. Parece que a medida só foi possível graças ao esforço do corpo diplomático municipal, que fez gestões junto às embaixadas de Platina e de Cândido Mota para viabilizar a parceria. Do exemplo de integração internacional, surge a integração municipal.  

 

MATA ESCORPIÃO

A direção do Controle de Endemias de Assis formou duas equipes especializadas na captura de escorpiões, com as primeiras ações no Cemitério Municipal da cidade, onde foram pegos 334 deles. Além de serviço de captura regular no cemitério e também em outros locais onde existe proliferação, estão dedetizando áreas infestadas de baratas, que alimentam os escorpiões. Nosso esgoto bem que poderia receber uma dose extra de veneno Mata Baratas.

 

TECNOLOGIA FLUORESCENTE

Quem imagina que os caçadores de escorpiões do Cemitério de Assis estão trabalhando com arapucas ou armadilhas, estão muito enganados. Corajosamente, a equipe do Controle de Endemias entra a noite na necrópole municipal, munida de lâmpadas ultravioleta, a famosa luz negra, que refletem nos bichos capturados vivos. Não se sabe o destino que é dado aos escorpiões de Assis, pois não servem como tira-gosto de aperitivos.

 

ENQUETE DEDO-DURO

As tradicionais enquetes publicadas em todas as edições do JC, nas quais são publicadas opiniões de internautas sobre assuntos atuais ou polêmicos, mostra certa tendência político-ideológica. Quando se trata de assunto ligado ao PT, os bolsonaristas se apressam em responder, mas no caso da pergunta sobre a confusão em que se meteu o filho de Bolsonaro, é a vez de petistas se apresentarem. Como se vê, cada um enxerga o defeito do outro.

 

LIBERDADE DE EXPRESSÃO

Um dos direitos basilares da democracia é a chamada liberdade de expressão, pela qual as pessoas manifestam pensamentos e opiniões. Nas enquetes feitas pelo JC, lamentavelmente muitos evitam responder sobre perguntas simples, como a opinião sobre a intervenção na Santa Casa. Enquanto muitos temem por retaliações ou de serem mau entendidos, alguns malucos continuam soltos e levando lambadas no Facebook.

 

NÚMEROS EXPRESSIVOS

Os primeiros números do novo site na internet do JORNAL DA COMARCA foram surpreendentes, alcançando a marca de mais de 60 mil acessos no primeiro mês em que ficou no ar. Considerando que o site está em fase de construção e também de inclusão de conteúdo, pois o projeto é bem mais abrangente e completo do que o atual, é possível prever que o trabalho da equipe do JC Online deve superar as expectativas mais otimistas.

Compartilhe