• Post category:Rapidinhas
Compartilhe

CHICO OU CUNHA

Orgulhoso por secretariar as sessões da Câmara Municipal e exibir uma sequencia de leitura escorreita, diferente de outros que se complicavam com as palavras, o vereador Homerinho também escorrega com frequência. Na última sessão, quando tentou pronunciar a palavra Chikungunia, que denomina uma das doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, o nobre edil disse apenas Chico Cunha, provavelmente o nome de algum conhecido ou eleitor.

 

CAFÉ SAGRADO

Ao participar, logo no domingo (depois do sábado) 21 de Abril, às 8 da manhã, da solenidade de hasteamento das bandeiras na cerimônia cívica pelo aniversário de 99 anos de Palmital, o nobre e esforçado edil Homerinho se atrasou. Além disso, apareceu com uma xícara de café que pegou na Igreja Matriz e a deixou de lado, para terminar de tomar após a obrigação cívica. Pelo que se percebeu naquelas primeiras horas do domingo, a noite foi bastante longa.

 

 

 

 

 

 

 

VACINA PREVIDENCIÁRIA

Mesmo com muito mais informação, o tabu dos idosos contra a vacina da gripe ainda persiste, pois muitos se recusam a receber a dose de imunização que é aplicada todos os anos. Alguns dizem que acabam contraindo gripe logo após a vacina, mas a maioria acha que a aplicação tem outras finalidades, como reduzir o déficit da Previdência, por exemplo, exterminando os velhinhos. É a fuga em massa da vacina previdenciária.

 

ALARME FALSO

A preocupação dos idosos com o risco da vacina deve ser alarme falso, pois a reforma da previdência proposta pelo Governo considera o aumento da expectativa de vida, com mais tempo de recebimento de benefícios pelos aposentados. Não consta no projeto qualquer redução de beneficiários por meio de vacinação em massa ou previsão de haver menos velhinhos no futuro. O alarme pode ser falso, mas o novo ditado ensina que “para prevenir é melhor não remediar com vacina”.

 

 

 

 

 

 

 

 

VACINA SAGRADA

Na verdade, o programa nacional de vacinação do Brasil é um dos melhores do mundo, com ampla cobertura do público alvo e excelentes resultados. A falta de informação, o preconceito e as dúvidas infundadas são os principais empecilhos que causam o retorno de doenças já debeladas. É preciso mais conscientização e menos desinformação para que os recursos públicos destinados à vacinação sejam mais bem aproveitados.

 

ASFALTO SURPRESA

O vazamento de piche da usina de asfalto da Prefeitura mudou os planos da Secretaria de Obras. Em vez de usar o material em serviço tapa-buracos, o piche misturado com um pouco de terra do Horto, mais umas pás de pedriscos, se transformou em asfalto que melhorou a pavimentação improvisada entre a Rua Dr. Geraldo Coelho e o Anel Viário. Com imaginação nipônica, nada se perde, tudo se transforma.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FALAR NISSO

Os acessos da cidade ao Anel Viário Municipal continuam em pista simples, sem previsão de duplicação, o que pode comprometer o desenvolvimento da cidade no futuro. Se houver planejamento neste sentido, os proprietários das terras vizinhas ganham em valorização e a cidade ganha com a melhoria dos acessos. O ideal seria reunir todos os interessados, propor uma doação e abrir várias avenidas duas pistas ligando a cidade ao Anel Viário.

 

ACIDENTE DIPLOMÁTICO

Já na primeira noite do rodeio em touros de Palmital, em várias ocasiões o locutor citou a festa do Peão de Ibirarema, que só acontece em novembro. Quando anunciou um show em Palmital, ele também lembrou de show semelhante em Ibirarema. Parece que a KGB de Ibirarema infiltrou um agente na festa de Palmital para divulgar o evento da cidade vizinha, o que pode criar um problema diplomático entre os principados caipiras.

Compartilhe