• Post category:Rapidinhas
Compartilhe

ENQUETES VIRTUAIS

A realização de enquetes pela rede social Facebook para opinar sobre salário de vereadores tem resultado previsível, pois a maioria da população é contra os valores atuais e muitos consideram que deveria ser trabalho voluntário. Em Palmital, foi iniciada uma espécie de campanha nesse sentido, mas que não recebe grande adesão devido às amizades com ocupantes do cargo e para evitar comprometimento.

 

SOBE E DESCE

Em 2015, a Câmara Municipal de Santo Antonio da Platina (PR), iniciou na região a onda de redução de salários dos vereadores. Quando foi feito projeto de aumento, há cerca de quatro anos, a população se revoltou e exigiu a redução. Em vez de aumentar de R$ 3,5 mil para cerca de R$ 5 mil, decidiram reduzir a um salário mínimo. Agora, estão elevando de R$ 998,00 para R$ 4.125,00 e querem passar de 11 para 13 vereadores.

 

TEMA POLÊMICO

O assunto é bastante polêmico e gera debates, pois como os vereadores representam um poder, o Legislativo, muitos consideram que a remuneração impede que haja corrupção ou cooptação pelo Executivo. O correto mesmo é definir o tema com mais clareza e igualar os vencimentos com teto máximo em cada cidade, para evitar distorções. De preferência com valores que não transformem a atividade em profissão.

 

SALDO A CALCULAR

A decisão da Câmara de impedir a Prefeitura de contratar financiamento junto à Caixa, com prazo de 10 anos para pagar, dividiu opiniões. Os que votaram a favor acham que agradaram o povo, enquanto os contrários também comemoram o apoio da população. A verdade é que em cidade dividida existe crítica e aplauso para qualquer medida, mas não dá para apurar com exatidão a extensão do apoio ou da revolta. Nem nas urnas.

 

FOLIA PÚBLICA

A moda de utilizar vias públicas para festas e eventos está pegando, com aval e placas oficiais para impedir a rua onde se realizam festas de aniversário, quermesses ou festas juninas. Como a alegria de uns significa tristeza para outros, nos recintos abertos encontra-se gente feliz, mas também a irritação dos que não conseguem chegar a suas residências pelo caminho usual. Pela força da isonomia, não se deve negar o direito a ninguém.

 

FATOS ESTRANHOS

Em ao menos dois dias da semana passada, entre terça e quarta-feira, a internet via satélite, aquela oferecida pelas grandes operadoras, simplesmente desapareceu. Coincidência ou não, naquele período foi constatada maior presença de pessoas nas ruas e nas casas se verificou mais conversas entre familiares. Não foi registrado caso de doença por abstinência digital, mas o ambiente ficou bastante estranho em Palmital.

 

CHARGISTA QUEIMADO

Os leitores mais atentos devem ter percebido algumas charges repetidas nas publicações do JC, mas a justificativa é muito justa. O que aconteceu foi que nosso chargista de longa data contraiu uma forte gripe e, como meio de cura, apelou para um remédio antigo, o famoso escalda-pés. Ele aqueceu a água, incluiu algumas ervas apropriadas e, sem esperar esfriar, colocou os dois pés na bacia. Além de gripado, ficou queimado.

 

AQUI SE PAGA

Depois de satirizar pessoas e situações com suas charges muito bem humoradas, chegou o troco. Para ilustrar a ocorrência grave da cura desastrada do nosso chargista, que não desenha com os pés, mas que ficou sem inspiração devido à queimadura, buscamos um substituto para ilustrar o acontecimento inusitado. A charge de hoje retrata nosso chargista em pleno tratamento de elevada temperatura contra a gripe. Pra quê vacina?

Compartilhe

Deixe uma resposta