• Post category:Rapidinhas
Compartilhe

GALO DESREGULADO

Uma mulher de Santa Rita do Passa Quatro, no interior de São Paulo, foi condenada a 25 dias de prisão acusada de perturbação do sossego. O motivo foi o ruído de seus galos de criação, que incomodava os vizinhos durante a noite. Houve muito rigor neste julgamento ou algum dos galos da mulher está com o sensor de claridade desregulado.

 

SINFONIA DE CACHORROS

Se pegar a moda de processar os responsáveis pelo ruído de aves e animais de estimação, em Palmital haverá muito trabalho para advogados e Judiciário. Todas as noites, em qualquer época e em todos os bairros, o que se ouve é uma sinfonia de latidos de cachorros que se comunicam durante a madrugada. Vai faltar cadeia.

 

QUEIMADA MUNICIPAL

Enquanto os presidentes de países europeus entram na pilha do Bolsonaro por causa das queimadas na Amazônia, em Palmital temos nossos próprios incêndios. Tudo começa na beira das estradas, com bitucas de cigarro, e termina em mutirão de caminhões pipa, incluindo alguns de cidades vizinhas. Somos mais solidários, mas faltam Bombeiros.

 

ACIDENTE CURIOSO

Durante o incêndio às margens da rodovia Nelson Leopoldino, um casal do Paraná resolveu filmar o acontecimento com o celular, prática habitual atualmente. Na ânsia de registrar os fatos, houve pressa e desatenção do motorista, que bateu o carro contra uma caminhonete. Foi um acidente curioso ou um incidente causado pela curiosidade.

 

REPÓRTER LEGISLATIVA

Durante o incêndio nas palhadas e plantações, na tarde de domingo, a vereadora Christina Amaro se transformou em vídeorrepórter. Munida de celular logado no Facebook, ela percorreu o caminho do fogo e transmitiu ao vivo a ocorrência com narração detalhada dos fatos. Foi uma bela reportagem legislativa em concorrência ao JC.

 

VEÍCULO LIBERTINO

A funcionária da Câmara Municipal de Tarumã afastada do cargo devido a acusação de usar o carro oficial para encontro amoroso foi “absolvida” pelo relatório da comissão que investigou o caso. Os membros consideraram que receber uma terceira pessoa no veículo não constitui infração. Carro oficial pode tudo, desde exceder velocidade a ter uso variado

 

BOLINAÇÃO CARA

Duas mães de adolescentes de Marília foram condenadas a indenizar em R$ 8 mil uma vítima de Bullying na escola. A bolinação aconteceu em 2014, quando as meninas tinham 15 anos, mas só agora a sentença foi confirmada. A brincadeira maldosa ficou cara e a punição só foi possível porque as testemunhas tiveram hombridade de confirmar o que viram e ouviram, algo raro atualmente.

 

FILA REVELADORA

A abertura de vagas para o programa Frente de Trabalho, cuja notícia no site JC Online alcançou grande audiência e se formaram filas para as inscrições, indica a necessidade de emprego na cidade. Mais que emprego, é preciso qualificar a mão de obra em tecnologia, eletrônica, informática e para outras exigências do mercado, pois estamos importando muitos profissionais.

Compartilhe

Deixe uma resposta