Compartilhe

Ameaça foi escrita à mão em uma placa do banheiro feminino da unidade estadual de ensino. 
 

Ameaça de massacre foi escrita em aviso do banheiro feminino da escola estadual em Traipu, Alagoas — Foto: Polícia Militar 

Policiais militares e guardas municipais reforçaram a segurança na Escola Estadual Professora Maria Avelina do Carmo, em Traipu, na segunda-feira (02/05). O policiamento foi solicitado depois que uma das alunas encontrou uma anotação com ameaça de massacre escrita em uma placa no banheiro da unidade de ensino. 

Em entrevista ao g1, a diretora da escola, Sandra Sena, disse que a segurança reforçada foi uma maneira de tranquilizar alunos, pais e mães dos estudantes, que estavam assustados com a ameaça. 

“No sábado nós fizemos uma reunião com os pais e mães de alunos. Eu mesma conversei com alguns dos alunos para tentar identificar quem teria escrito o aviso e para saber se era algum tipo de brincadeira. Como não consegui identificar pedimos o reforço da segurança”, informou. 

Sandra contou ainda que muito alunos faltaram à aula nesta manhã. “Hoje temos uma minoria de alunos presentes. Mas tudo está dentro da normalidade e com o reforço da segurança”, afirmou a diretora. 

A aluna descobriu a mensagem com a ameaça escrita à mão na última quinta (28/04). Ela avisou a um coordenador da unidade, que comunicou o caso à direção. 

Sandra Sena disse ainda que não recorda de nenhum problema que possa ter motivado a ameaça. “Não temos problemas com bullying ou casos de assédio. A única reclamação recente é com a saída dos monitores contratado da Secretaria Estadual de Educação para que os novos professores, aprovados no concurso, assumam”, revelou a diretora. 

A escola atende a 925 alunos, a partir do primeiro ano do Ensino Médio, divididos em três turnos. 

Polícia Militar reforçou a segurança da escola nesta segunda-feira — Foto: Polícia Militar 

Fonte: G1 

Compartilhe

Deixe um comentário