Superlotação: com capacidade para 844 detentos, presídio de Paraguaçu Paulista tem mais de 1.500 presos
Compartilhe

A população carcerária do Brasil passou da marca de 800 mil presos. Dados do Banco de Monitoramento de Prisões, do Conselho Nacional de Justiça, apurados na quarta-feira da semana passada (17/07), revelam que há, no país, 812.564 presos. É a terceira maior população carcerária do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos e da China.

 

O cálculo inclui os regimes fechado e semiaberto e também pessoas que cumprem pena em abrigos. Do total carcerário, pouco mais de 337 mil, cerca de 42%, não têm condenação, ou seja, estão presos, mas ainda não foram julgados pela justiça.

 

Além disso, os dados do CNJ revelam que, em todo país, existem 366.500 mandados de prisão ainda não cumpridos.

 

Em Paraguaçu Paulista, segundo dados da Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), são 1.588 presos atualmente. Ainda segundo a SAP, a unidade tem capacidade para 844 detentos. Os números foram atualizados no dia 19 de julho.

 

REGIÃO

Em Assis, a população carcerária na Penitenciária é de 392 presos. A capacidade é para 829. Já no Anexo de Detenção Provisória, a capacidade é para 288 detentos e a população atual é de 298.

Em Florínea, são 1829 presos em uma unidade prisional com capacidade para 847 detentos.

 

Em Marília, a população prisional é de 1.429 detentos. Unidade tem capacidade para 622 presos. Já no Anexo de Regime Semiaberto, são 644 presos, diante de uma capacidade de 570 pessoas.

Fonte: TV Paraguaçu

Compartilhe

Deixe uma resposta