Compartilhe
Polícia abordou Astra da rodovia (foto Manoel Moreno)

 

Uma denúncia de estupro de uma criança em Paraguaçu Paulista levou à identificação de um grupo criminoso que julgou e condenou a morte o abusador, cujo corpo foi encontrado enterrado em Cândido Mota.

Segundo dados oficiais, uma equipe da Força Tática da Polícia Militar recebeu denúncia anônima, na quinta-feira, 17, de um caso de estupro de criança ocorrido em Paraguaçu Paulista.

Segundo o relato, um homem identificado como Adenilson havia estuprado a própria enteada, uma menina de 10 anos, e estaria sendo julgado pelo “tribunal” de uma facção criminosa, pois tanto o padrasto como sua companheira, a mãe da criança, teriam sido sequestrados.

Uma nova denúncia, na sexta-feira, 18, informou que o “julgamento” pelo “tribunal” já havia acontecido, com a condenação à execução sumária do padrasto e liberação da mãe, que foi inocentada.

Também foi informado que os membros do grupo criminoso, pertencentes a uma facção, fugiam em um automóvel GM-Astra pela rodovia Manilo Gobbi, que liga Assis a Paraguaçu Paulista, onde foi feito o bloqueio policial para abordagem.

O automóvel, com cinco homens, foi parado na rodovia e revistado pelos policias, que também questionaram individualmente os ocupantes.

Mesmo com informações conflitantes, um deles confessou que havia acontecido o julgamento do estuprador, condenado a morte, enquanto sua companheira, a mãe da criança, foi perdoada e liberada.

Segundo o delator, eles haviam recebido ordens para acompanhar o caso e confirmar se outros dois homens iriam de fato executar o acusado de estupro da criança.

Também foi informado à Polícia que Adenilson teria sido morto com golpes de pá e seu corpo enterrado as margens de uma estrada vicinal em terra nas proximidades de Cândido Mota.

Policiais encontraram o local apontado pelo delator, onde havia terra remexida recentemente, e solicitaram a presença da Polícia Científica, cujos peritos encontraram o corpo constatado como sendo de Adenilson.

Seguindo pistas passadas pelo informante, equipes de policiais localizaram e prenderam em Cândido Mota outros dois homens que estariam envolvidos no crime como executores do estuprador.

 

 

 

 

Compartilhe

Deixe uma resposta