Vereador de Assis que ‘surtou’ e pulou sobre o próprio carro durante blitz retorna ao cargo após seis meses

 

O vereador Nilson Pavão (MDB) retomou suas atividades políticas na Câmara de Assis (SP) na segunda-feira (12) após o término de sua licença médica. O presidente da Casa, o vereador Alexandre Cachorrão (PR), confirmou que Pavão reassumiu sua cadeira.

Pavão ficou seis meses afastado para realizar tratamento psiquiátrico. Seu afastamento foi anunciado no dia 11 de fevereiro deste ano, uma semana após ter um surto durante uma blitz e depredar seu próprio carro.

Na ocasião, ele pulou no teto do veículo, amassou a lataria e arrancou os limpadores do para-brisas. (Veja no vídeo abaixo)

Um semana depois do surto, a Câmara abriu uma Comissão Processante para apurar o caso por quebra de decoro parlamentar. Pavão não compareceu à sessão e protocolou um pedido de afastamento por 180 dias para tratamento psiquiátrico.

Com o atestado médico, a tramitação da CP foi suspensa. Segundo Alexandre Cachorrão, com a volta do vereador ao cargo, serão retomadas as investigações da Comissão que investiga possível caso de quebra de decoro.

Segunda vez

Esta é a segunda Comissão Processante que Nilson Pavão terá de enfrentar durante seu mandato na Câmara de Assis . Em 2018, ele foi flagrado com cocaína no carro após se envolver em um acidente de trânsito e a Câmara abriu uma CP.

Na época, Pavão admitiu na tribuna ser usuário de drogas, mas negou ser dono da cocaína encontrada no carro. O processo de cassação aberto pela Câmara foi arquivado depois que outras pessoas que estavam no carro assumiram a posse do entorpecente na delegacia.

Ex-catador de recicláveis foi o terceiro parlamentar mais votado para a Câmara de Assis em 2016 — Foto: Arquivo pessoal/Sérgio Pais
Ex-catador de recicláveis foi o terceiro parlamentar mais votado para a Câmara de Assis em 2016 — Foto: Arquivo pessoal/Sérgio Pais

Nilson Pavão é ex-catador de recicláveis e foi o terceiro parlamentar mais votado para a Câmara de Assis em 2016, com 1.275 votos, na primeira vez que disputou a eleição.

Fonte: G1

Leia também no JC Online

Compartilhe

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Não Permitido Cópia