Vídeo mostra momento do desabamento de prédio em Fortaleza; uma pessoa morreu
Compartilhe

Um vídeo mostra o momento em que o Edifício Andréa desaba em Fortaleza, na manhã desta terça-feira (15/10). O desabamento foi registrado por câmeras de segurança na rua Tomás Acioli, no Bairro Dionísio Torres, área nobre da capital cearense.

 

Conforme o Corpo de Bombeiros, uma pessoa morreu e sete foram resgatadas com vida até as 13h30. Testemunhas relatam que viram moradores dentro do edifício Andréa no momento do desabamento. Logo após a construção ruir, pessoas foram vistas correndo para longe do condomínio.

 

Ao menos 11 ambulâncias do Samu e quatro dos bombeiros foram para o local. Policiais militares, agentes de trânsito e equipes da Defesa Civil também acompanharam o resgate. Um helicóptero da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) foi disponibilizado para auxiliar no transporte de pessoas feridas.

CONFIRA O VÍDEO DO DESABAMENTO

 

 

O QUE SE SABE ATÉ AGORA

Edifício Andréa desabou por volta de 10h30

Uma morte foi confirmada às 11h43

Bombeiros estimam que entre 10 e 15 pessoas ficaram entre os escombros

Ruas no entorno do edifício foram bloqueadas

O prédio ficava no cruzamento na Rua Tibúrcio Cavalcante com Rua Tomás Acioli

Edifício estava a 3 quilômetros da Praia de Iracema, região turística da capital cearense

Por meio de nota, a Prefeitura de Fortaleza informou que montou um plano de contingência para atender as vítimas. Profissionais do Instituto Dr. José Frota (IJF), no Centro de Fortaleza, maior hospital de urgência e emergência do Ceará, foram deixados de prontidão para os atendimentos, junto com equipes de outras três unidades de saúde (UPA, Frotinhas e Gonzaguinhas).

 

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, foi ao local do desabamento para acompanhar o resgate. O governador do Ceará, Camilo Santana, cumpria agenda em Brasília nesta terça em Brasília e cancelou os compromissos para retornar para a capital cearense.

 

A Defesa Civil de Fortaleza informou ter mandado duas equipes para o local. O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Ceará (Crea-CE) informou que vai se posicionar após fazer levantamentos na área.

Fonte: G1

Compartilhe

Deixe uma resposta