• Post category:Polícia
Compartilhe

Crime foi praticado por grupo de assaltantes interessados em metais, equipamentos e veículos, mas só levaram duas espingardas sem condições de funcionamento

 

Jornal da Comarca Polícia
Usina de Ibirarema foi alvo de grupo de assaltantes

Um roubo foi registrado nas instalações da antiga usina Pau D’Alho, em Ibirarema, na noite de segunda-feira. De acordo com registros policiais, o crime foi praticado por um grupo de oito a dez assaltantes armados que renderam o vigilante que estava na guarita de entrada e atiraram contra outro que fazia a ronda no pátio. Ambos são residentes em Palmital e trabalham para uma empresa de segurança contratada pelos empresários que adquiriram a indústria e deverão reativar a produção de açúcar e álcool.

Por volta das 21 horas, os assaltantes chegaram em automóveis e renderam o vigia, de 42 anos, que estava na guarita e informou que havia outro segurança, de 50 anos, fazendo ronda montado em um burro pela área interna do pátio da empresa. O funcionário rendido teve a lanterna, um canivete e o celular subtraídos pelos criminosos, dos quais três ou quatro estavam com revólveres e os demais com facas e facões.

De acordo com o segurança, os assaltantes usavam camisetas para encobrir o rosto e garantiram que não iriam fazer nada de mal aos funcionários, mas indagaram sobre a existência de cobre e metais valiosos e questionavam sobre maquinários e veículos que poderiam levar da empresa. Dois ladrões ficaram na guarita com um segurança e o restante ficou aguardando a chegada do outro funcionário.

Quando o segurança que fazia a ronda retornava à entrada, o burro que ele montava teria se assustado e corrido para o fundo da usina, momento em os ladrões fizeram seis disparos de arma de fogo contra a vítima, que foi atingida de raspão em área próxima à virilha. Mesmo ferido, o vigia correu para o meio de uma plantação e pediu socorro à Polícia Militar, que compareceu posteriormente à usina.

Os assaltantes algemaram o vigia da entrada e fugiram levando duas espingardas que estavam na guarita, uma de calibre 12 e outra 28, ambas sem condições de uso, além do aparelho DVR que faz a gravação das imagens das câmeras de monitoramento. A Polícia Civil também foi acionada para efetuar o registro da ocorrência e não localizou vestígios de tiros ou cartuchos de munição. O funcionário ferido foi encaminhado a atendimento médico.

Compartilhe

Deixe uma resposta